Tecnologia e Inovação

Transformação Digital: o que é, quais são os seus objetivos, valores e exemplos

A transformação digital exige uma mudança de paradigmas e, por isso, está mais associada ao mindset inovador do que à incorporação de novas ferramentas. Ainda assim, é preciso conhecer as principais inovações tecnológicas, descobrir como antecipar demandas e criar diferenciais competitivos para adaptar os negócios à realidade do mercado.

Escrito por Daniel Arcoverde em 19 jan 2023 | Atualizado em 19 jan 2023

15 minutos de leitura

Netshowme

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

Transformação digital é um termo amplo, que abrange desde a adoção de tecnologia até a implementação de soluções inovadoras para a simplificação de processos — como o streaming corporativo, por exemplo.

Independentemente da forma como a transformação digital ocorre, o objetivo é sempre o mesmo: hiperconexão, automação, redução de custos e, consequentemente, eficiência organizacional

Com uma estratégia adequada é possível executar essa mudança digital para garantir relevância no mercado e melhorar os resultados de uma empresa.

Neste artigo, abordamos o impacto da transformação digital nos processos de negócios, quais os seus pilares, principais exemplos e como incorporá-la em sua infraestrutura corporativa. Confira!

Como a transformação digital impacta os processos nas empresas?

A transformação digital reduz custos, aumenta a produtividade, melhora os resultados do negócio e garante a competitividade de uma empresa. Toda essa eficiência é embasada em:

  • tomadas de decisão mais acertadas e orientadas a dados;
  • automação de processos e tarefas manuais repetitivas;
  • hiperconexão entre as soluções adotadas;
  • melhoria do fluxo de comunicação;
  • segurança de informações;
  • governança;
  • redução de erros, retrabalhos e gaps entre os processos;
  • oferecimento de produtos mais adequados ao perfil dos consumidores;
  • aumento da satisfação dos clientes.
New call-to-action

Quais os principais pilares da transformação digital?

Veja a seguir, três pilares essenciais para a implementação da transformação digital nas empresas.

1. Segurança

A segurança é um aspecto crítico no processo de transformação digital. Manter a privacidade dos dados, por exemplo, é uma forma de manter a infraestrutura operacional sem comprometer a integridade e a confidencialidade da informação. 

É preciso atentar principalmente para as empresas geograficamente distribuídas, com pontos de trabalho remoto e necessidade de infraestruturas de rede.

Essas unidades tendem a ser mais vulneráveis e, por isso, devem criar uma malha de segurança baseada na adoção de ferramentas de endpoint e firewalls, no gerenciamento centralizado da rede e no monitoramento irrestrito de toda a infraestrutura, desde ativos até os usuários.

2. Foco em pessoas

O foco em pessoas é um dos pilares da transformação digital por dois motivos principais: os usuários operacionalizam as soluções e o processo de otimização da empresa tem como objetivo atender às exigências do mercado e de seus consumidores.

Por isso, é importante prezar pela experiência digital total: definida pela combinação de multiexperiências em uma abordagem mais abrangente da qualidade do contato com a empresa e a marca, por meio do cuidado com a experiência do cliente, do colaborador, dos fornecedores e dos parceiros de negócio.

3. Escalabilidade

A transformação digital também exige escalabilidade. Conforme a empresa incorpora novas soluções, é imprescindível reconfigurar a infraestrutura e garantir que todos os requisitos de qualidade estejam presentes.

É preciso ter segurança, disponibilidade, acessibilidade e usabilidade, por exemplo, sem comprometer a operacionalidade do sistema ou a capacidade de investimento do negócio.

Quais os principais exemplos de transformação digital?

Confira quais tecnologias podem viabilizar a transformação digital da sua empresa.

Arquitetura de dados

A arquitetura de dados garante acessibilidade e alta disponibilidade de acesso às informações.

Por meio da automatização, governança e uso adequado dos dados, é possível melhorar a análise dos negócios, promovendo uma cultura data-driven que otimiza o desempenho das operações e inibe os desafios de gerenciamento, além de reduzir significativamente os custos e os riscos da gestão de informação.

Machine learning

O machine learning, ou aprendizado de máquinas, é usado para automatizar processos e aumentar a autonomia de infraestruturas de TI.

Com o aumento do poder computacional e a alta disponibilidade de dados, novos modelos preditivos e algoritmos foram criados para processar milhares de variáveis e aprender com elas.

À medida que os processos ocorrem, seus requisitos são registrados e possibilitam que o sistema tome decisões sem interferência humana na repetição de ocorrências. 

Streaming

O streaming corporativo é muito mais do que um novo formato para a transmissão de vídeos institucionais.

Acompanhando a transformação digital das empresas, ele incrementa a estratégia de marketing de conteúdo para além do blog e das redes sociais — o público é levado a um ambiente próprio onde acessa conteúdo exclusivo.

Com isso, o streaming corporativo aumenta a consciência de marca, educa o mercado, qualifica leads e engaja a audiência da empresa.

Cloud Computing

A computação em nuvem viabilizou todo o desenvolvimento de tecnologia que conhecemos. Sem ela seria impossível trabalhar de forma colaborativa em sistemas armazenados em nuvem ou garantir a acessibilidade de dados que regem a implementação da IA (Inteligência Artificial) e do aprendizado de máquinas, por exemplo.

Na infraestrutura em nuvem as empresas constroem e executam soluções em vez de estruturá-las em um data center legado. Por esse motivo, a adesão desse modelo favorece o desenvolvimento dos negócios, oferecendo escalabilidade, operacionalidade, gerenciabilidade e poder de computação on-demand.

🎯 Confira também estes conteúdos que separamos para você:

Como implementar a transformação digital nas empresas?

Conforme citado, a transformação digital implica em mudanças na cultura organizacional, adoção de tecnologia e otimização da gestão com foco no mindset digital. Veja a seguir, algumas dicas para implementar a transformação digital na sua empresa.

Incentive a colaboração

Muitas iniciativas de transformação digital visam melhorar a eficiência operacional e criar uma cultura centrada no cliente. Para isso, é necessário que todos os setores da empresa tenham ciência da sua importância nesses resultados.

Nesse sentido, é preciso envolver todas as equipes no processo de transformação para que cada um adicione sua contribuição pessoal. Afinal, a mudança de paradigmas não pode ser um projeto exclusivo do setor de TI e deve integrar toda a estrutura organizacional.

Envolva todos os níveis da organização

Uma transformação digital bem-sucedida exige uma base tecnológica sólida, com mudanças efetivas na cultura da organização. Isso exige um esforço coordenado em todos os níveis, desde gestores até a linha operacional.

Nesse trajeto, é importante estar atento às preocupações dos profissionais, pois muitos podem se sentir ameaçados pela introdução de tecnologia e automação.

Isso cria uma resistência da equipe à mudança e se torna um grande desafio para a transformação digital da empresa. Para inibir esse problema, oriente todos os colaboradores quanto aos benefícios da adoção de tecnologia e mudança de postura, mas, principalmente, forneça treinamento adequado à equipe.

Garanta a integração dos sistemas

Muitas iniciativas de transformação digital visam otimizar operações, automatizar fluxos de trabalho, aumentar a eficiência e melhorar a experiência do cliente. Isso demanda integração entre todos os sistemas operacionais.

A computação em nuvem facilita essa integração entre sistemas, plataformas e aplicativos, pois elimina a necessidade de lançamento e sincronização manual das informações, o que também significa a unificação do fluxo de trabalho, do gerenciamento das diferentes funções no negócio, otimização do tempo e eliminação de erros e retrabalhos.

Empodere os funcionários com dados

Os dados são a chave para conduzir decisões mais precisas. Por isso, é imprescindível usar ferramentas de coleta, armazenamento e interpretação que permitam à sua equipe extrair valor e insights de vários conjuntos de dados.

Essas informações mais precisas ajudam a compreender melhor os anseios de clientes, parceiros e colaboradores para tomar decisões cada vez mais acertadas.

Escolha as soluções certas

Antes de decidir quais ferramentas digitais implementar, defina a sua visão e objetivos de negócios: dê preferência às áreas que podem ser otimizadas a partir do uso de tecnologia sem comprometer o caixa da empresa.

Use tecnologias que as pessoas realmente entendem e que são comprovadamente eficientes: tecnologias complexas projetadas para grandes corporações podem ser mais confusas, difíceis de implementar e, com isso, impactar negativamente a produtividade — é possível obter um ROI (Return of Investiment) maior com soluções simples.

Melhore os requisitos de segurança da sua infraestrutura

A segurança é imprescindível no contexto da transformação digital e deve ser planejada para evitar violações no sistema, perdas e roubo de dados que comprometam a reputação da empresa.

Tenha uma política de gestão de riscos — verifique se todas as informações e dados da empresa são mantidos e protegidos adequadamente, estabeleça critérios para a criação de perfis de acesso em sistemas, altere as senhas periodicamente, oriente os profissionais quanto às melhores práticas de uso, edificando a cultura de segurança na rotina da empresa.

Contrate e cultive os talentos da empresa

Colaboradores tecnicamente qualificados e com competências multidisciplinares e soft skills são mais competitivos e geram melhores resultados para a empresa. É um trabalho minucioso encontrar esses talentos e mantê-los na equipe. 

Use plataformas como o LinkedIn, publique vagas em mídias sociais e considere a aplicação de entrevistas remotas para não se limitar a buscar talentos apenas na região próxima ao seu negócio.

Também é importante criar uma estratégia de branding interno e uma política de retenção de talentos, baseada em benefícios e salários condizentes com o cargo e o nível de responsabilidade atribuída ao profissional.

Participe de eventos que abordam a transformação digital

Embora a experiência seja a melhor professora, aprender com os erros dos outros é a forma mais rápida, e menos onerosa, de otimizar processos. Por isso é importante participar de seminários, convenções e conferências que discutem iniciativas de transformação digital.

Esses eventos oportunizam o networking e a criação de uma rede de contatos para se relacionar e aprender o máximo sobre tecnologia.

New call-to-action

Treine os usuários de tecnologia

Um aspecto importante da transformação digital é o treinamento dos usuários de tecnologia. Novas ferramentas e métodos de operação e gerenciamento são inúteis sem usabilidade.

Por isso, é essencial que a empresa treine seus funcionários adequadamente, a fim de fazer uso efetivo das tecnologias disponíveis na infraestrutura. Além de promover o crescimento profissional e pessoal do trabalhador, o empoderamento dos usuários em relação à tecnologia aumenta a satisfação no trabalho, à medida que eles também desenvolvem novas habilidades e qualificação.

Para acompanhar esses resultados, crie métricas de impacto da adoção da tecnologia à rotina do usuário, ROI e outros indicadores de desempenho. 

Seja um bom líder

O pensamento estratégico ajuda na condução de negócios bem-sucedidos. Líderes devem contemplar uma capacidade de gestão baseada em diagnóstico, criação de um plano de ação coerente com a maturidade digital da empresa e de uma política orientadora de próximas ações.

Sem diagnóstico, as estratégias podem ser confusas, levar a incertezas e até a expectativas irreais de resultados. Sem um plano de ação coerente para os modelos de negócios, são desperdiçados recursos como tempo, esforço e investimento. Sem uma política orientadora, o negócio pode não atingir objetivos específicos.

Além disso, é preciso ser flexível, saber delegar funções, aumentar a proximidade com todos os profissionais e verificar pessoalmente como esses processos que usam tecnologia acontecem. Isso facilita a identificação de gargalos e ainda é uma excelente maneira de obter apoio dos colaboradores.

Mantenha um fluxo de comunicação aberto entre a TI e outros departamentos

A transformação digital envolve toda a empresa. Portanto, a comunicação entre todos os departamentos deve ser aberta para facilitar a disseminação de informações e a identificação de problemas no sistema. Essa estratégia digital é simples e evidente, mas muitos executivos ainda ignoram a importância da transparência dos workflows.

Para manter a fluidez da comunicação interna e promover a interação entre a equipe, realize reuniões periodicamente, adote um sistema de gestão de tarefas, crie grupos em aplicativos de mensagem e oriente os colaboradores a informarem suas ações e seja um líder receptivo a novas ideias e sugestões.

Adapte seu negócio às necessidades dos clientes

As empresas também digitalizam seus processos com o objetivo de melhorar a experiência de seus clientes. Para isso, é essencial garantir que as estratégias de transformação digital estejam adequadas para o seu público e correspondam às suas demandas.

A experiência do cliente deve ser aprimorada continuamente, por isso, crie aplicativos para atrair e reter a atenção deles. Essas ferramentas devem ser capazes de proporcionar uma experiência de valor, promover seu produto ou serviço e aumentar a visibilidade da sua marca.

Escolha os fornecedores e parceiros com sabedoria

Os parceiros de negócios nesse processo de transformação digital desempenham um papel imprescindível de apoio no sucesso da estratégia. Procure fornecedores confiáveis e esteja atento às condições acordadas no contrato de prestação de serviço.

Provedores de Internet, de hospedagem de sites, de recursos em nuvem e servidores, por exemplo, são exemplos de prestadores de serviço com os quais sua empresa precisa contar.

Inclua nessa lista as licenças de software e outras equipes de trabalho que podem ser terceirizadas.

A transformação digital é mais do que incorporar ferramentas de cunho tecnológico nos processos do negócio: abrange a governança em gestão e o fomento da cultura inovativa por meio da adoção do mindset digital. 

Agora que você sabe como criar um plano de transformação digital eficiente, que tal conferir o artigo sobre live streaming, uma das soluções que faz parte desse novo cenário?

Sem tags cadastradas

Escrito por Daniel Arcoverde

Daniel Arcoverde é cofundador da Netshow.me. Empreendedor e administrador de empresas pela FGV-EAESP. Eleito pela Forbes um dos 30 jovens talentos abaixo dos 30 anos. Aspirante a músico e amante da tecnologia!