Produção de Vídeos

Introdução de vídeo: como conquistar sua audiência nos primeiros segundos

Em um vídeo é preciso capturar a atenção dos espectadores em poucos segundos, por isso, veja dicas para uma introdução de vídeo eficiente.

Escrito por Netshow.me em 08 out 2021 | Atualizado em 08 out 2021

13 minutos de leitura

netshow.me

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

Dez segundos. Esse é o tempo que você tem para prender a atenção de alguém em uma live ou um vídeo. Em 30 segundos, 33% das pessoas vão sair do vídeo e em 2 minutos, os desistentes são 60%. Esses dados são da Ad Age e despertam uma pergunta importante: como fazer uma introdução de vídeo que prenda a audiência? 

Essa questão não tem resposta fácil, mas existem algumas técnicas, testes e apostas que você pode fazer para buscar esse resultado. Neste artigo, entenda porque é importante planejar a sua introdução de vídeo e veja também como fazer isso de modo eficiente, com exemplos de estratégias práticas para a sua estratégia. 

Vamos lá? 

Porque é importante planejar uma boa introdução de vídeo  

Como já dissemos, existem estudos que mostram que os primeiros segundos de uma live ou de um vídeo são decisivos para captar a atenção da audiência. Isso é importante porque, é claro, você quer que a pessoa fique até o final. 

Agora, pense na primeira impressão que você teve de algumas pessoas da sua vida. Elas ainda são importantes? É possível que muitas delas estejam marcadas na sua memória – tanto positiva quanto negativamente. 

Esses primeiros segundos serão, para muitas pessoas, a primeira impressão que elas vão ter sobre o seu conteúdo. As impressões iniciais contam muito e podem ser decisivas para a sua credibilidade com aquela pessoa. 

Além disso, uma introdução de vídeo bem feita e bem editada agrega mais profissionalismo ao seu material. Por isso, é importante buscar uma abertura que gere uma impressão alinhada com os objetivos do seu material. 

Como fazer uma introdução de vídeo eficiente  

Criar uma boa introdução de vídeo está longe de ser uma receita de bolo. Para que ela tenha credibilidade e convença sua audiência a continuar assistindo, é preciso pensar em como fazer isso para o público com o qual você está se comunicando. 

Por isso, coisas como a música de fundo, a vinheta a ser usada, a organização do texto, a forma como as informações serão passadas vão depender muito do receptor dessas informações. 

Contudo, existem alguns passos que podem te ajudar nessas definições. Veja só:  

1. Busque exemplos 

O primeiro passo é entender o que já existe para tentar fazer diferente. Ver o que já existe no mercado também te ajuda a compreender o que dá certo ou não. Essa análise pode ser feita a partir de produtores de conteúdo concorrentes – que impactam o mesmo nicho que o seu negócio. 

Você também pode focar canais gigantes do YouTube como o do Felipe Neto ou Whindersson Nunes. Analisar o desenvolvimento desses grandes nomes pode ser interessante para entender o caminho que eles percorreram até se tornarem os maiores no ramo.

2. Estude a concorrência 

Além de analisar o que a concorrência tem feito, você precisa estudá-la. Tente encontrar informações sobre a produção dos vídeos, das intros e vá criando um banco de informações. Isso te ajuda a ter uma visão geral de porque o material que eles produzem está dando certo. 

É possível que, acidentalmente, você acabe criando uma introdução de vídeo que seja semelhante ao material de outra pessoa. Ainda que não configure plágio exatamente, pode ser uma situação bem chata. Esse estudo te ajuda a evitar que isso aconteça. 

Outro fator fundamental nessa análise é perceber que alguns concorrentes contam com uma equipe de produção para fazer os vídeos. Nesse caso, seja justo com o seu processo e entenda que, se você tem uma equipe muito menor, dificilmente será possível atingir o mesmo nível que eles. 

Mas não se preocupe, isso não quer dizer que você nunca chegará a esse patamar. Este é apenas um ponto de atenção para que você não se cobre excessivamente. Use essa informação como combustível para se dedicar ainda mais e alcançá-los!

3. Entenda o preferência do seu nicho 

Depois de entender a concorrência, você precisa ter uma compreensão sobre o seu nicho de mercado. Se você não atua com um nicho segmentado, talvez seja a hora de investir em uma estratégia mais direcionada. 

Essa análise pode ser feita com dados de audiência, o que está sendo mais acessado por aquele público. Existem algumas ferramentas que podem ajudar com isso: 

  • Facebook Audience Insights: uma ferramenta interativa do Facebook que te ajuda a entender o comportamento de pessoas ligadas a sua página. Os dados podem ser organizados por idade, gênero, escolaridade, status de relacionamento e muito mais. 
  • Google Keyword Planner: essa ferramenta do Google ajuda a entender quais são os termos mais buscados em determinado período – o que ajuda a acertar na escolha de palavras para se comunicar com o seu nicho. Na hora de produzir o roteiro da introdução de vídeo, essas informações serão bastante úteis. 

Uma outra forma de entender essa preferência é a realização de pesquisas. Perguntar diretamente ao seu público garante respostas mais completas e precisas. 

Você pode fazer isso com formulário – existem diversas opções gratuitas na internet, oferecendo algo em troca como um sorteio de voucher entre os participantes. O brinde é importante para garantir a participação de um número maior de pessoas. 

Se quiser fazer algo menos formal, as enquetes e caixa de resposta do Instagram são uma ótima opção. Essa ação aproxima o seu público de você e também contribui com o aumento dos números de engajamento do seu perfil. 

📚 Veja também: Nicho de mercado: entenda o que é e qual a importância para o sucesso de seu negócio online

4. Escreva um roteiro 

Muitas pessoas acham que a produção de vídeos para a internet é feita com uma câmera na mão e uma ideia na cabeça. Pode até ser que algumas pessoas façam isso, mas a maioria esmagadora dos conteúdos é produzida de forma roteirizada. 

Isso porque é realmente muito difícil se lembrar de tudo que deveria ser dito ali, no calor do momento. A escrita do roteiro possibilita não só garantir que todas as informações sejam repassadas, mas que elas estejam de fato claras para quem assiste. 

Na construção da introdução de vídeo, a roteirização garante que você mantenha a abertura curta, sem perder a mão falando demais, mas ainda assim passando a mensagem necessária para captar a atenção de quem assiste. Pense bem em cada palavra que escolher, considere se é dessa forma que o seu nicho se comunica e se essa informação será recebida de forma clara.

5. Faça testes em diferentes formatos 

Depois de escrever a sua intro, você deve fazer testes. Esses testes vão te ajudar a ver o que pode ser lapidado em cada tentativa. Grave várias versões diferentes, com tentativas diferentes de abertura, entonação, tente melhorar a dicção das palavras e a sua expressão corporal. 

As tentativas também podem ser disponibilizadas para o seu público! Poste um vídeo em um formato, depois poste com outro e pergunte qual eles preferiram. Essa é outra ação que pode ser convertida em engajamento para o seu perfil. 

6. Mantenha a sua identidade na produção de vídeo 

Durante a sua pesquisa, a escrita de roteiro e a adaptação dos testes da introdução de vídeo, lembre-se sempre de manter a sua identidade e a do seu projeto. Evite seguir uma tendência de edição ou usar uma música específica apenas porque outras pessoas estão usando. 

É claro, é importante considerar a preferência do seu nicho de mercado. Contudo, você precisa encontrar a sua forma de fazer isso. Opte sempre por aquilo que faça sentido para o seu negócio. É daí que você irá tirar a sua autenticidade e o seu diferencial. 

7. Aposte em criar um bordão ou frase de efeito

Primeiro, vamos entender a diferença entre os dois. O bordão é uma frase ou expressão dita em uma situação específica que cai no gosto popular e começa a ser usada em outras, ainda que mantendo um sentido parecido com o original. 

Um exemplo clássico de bordão é o “Pode ser” da Pepsi. A campanha publicitária de 2009 brinca com a rivalidade da Pepsi e a Coca-Cola, mostrando que quando o garçom diz “Só tem Pepsi, pode ser?”, aceitar a Pepsi pode ser muito mais positivo. 

A frase de efeito é uma expressão que provoca algum sentimento, que desperta uma emoção – mesmo que seja usada em tom de piada. Veja um exemplo: 

“A vida não se acaba quando deixamos de viver e sim quando deixamos de buscar algo nela!”- Bob Marley 

Qualquer uma dessas ferramentas pode ser muito útil para causar um impacto positivo em quem assiste aos seus vídeos. O bordão possibilita criar algo mais original, um bordão próprio que será mantido nos seus vídeos e chama a atenção de quem te acompanha. 

8. Adeque a intro ao canal utilizado  

Uma questão muito importante é pensar que a intro precisa estar adequada ao canal de publicação. Por exemplo, um vídeo que deu muito certo no Instagram, poderá não pegar com o público do YouTube. Elas são redes diferentes, com uma comunicação diferente e, por isso, é importante adequar a sua introdução de vídeo a cada uma. 

Aqui também não há uma fórmula exata do que deve ser feito em cada uma, mas o YouTube tende a apresentar intros mais longas e, no Instagram, talvez seja necessário usar apenas uma frase de efeito ou bordão como abertura.  

Aposte nos gatilhos mentais na sua intro 

Os gatilhos mentais são uma forma muito interessante de aumentar a conversão e o engajamento em vídeos, transmissões ao vivo, cursos e treinamentos

Gatilhos mentais são respostas automáticas que a nossa mente produz quando é apresentada a algum estímulo específico. Como por exemplo a reação automática que motoristas têm ao ouvir uma buzina ou como nos sentimos quando assistimos um comercial emocionante. 

Esses gatilhos também são usados em estratégias de vendas como forma de atrair a atenção dos consumidores. Se você já fez uma compra por impulso, muito provavelmente foi em resposta a um gatilho mental. Eles também podem ser inseridos em vídeos – especialmente na introdução de vídeo, que é o momento crucial para captar a atenção de quem assiste. 

Veja mais informações sobre gatilhos mentais e como aplicá-lo na sua estratégia de vídeo em nossa publicação: 

💡  Como usar gatilhos mentais para aumentar conversão e engajamento em seus cursos e treinamentos

Para ter acesso a mais conteúdos interessantes e que vão contribuir muito com a sua estratégia de vídeo, acompanhe o nosso blog! E se você quiser receber na sua caixa de e-mail todas as novidades que publicamos por aqui, é só assinar a newsletter!

Escrito por Netshow.me

Este artigo foi produzido pela equipe de especialistas da Netshow.me. Oferecemos serviços para gerenciamento, distribuição e monetização de vídeos e conteúdos online. Produzimos conteúdos com o objetivo de fazer com que você também se torne um especialista.