Tendências de Mercado

Por que o mercado OTT é uma tendência mundial?

O mercado OTT deve atingir faturamento US$ 332,52 bilhões até 2025. Saiba por que são números promissores.

Escrito por Gabriele Gonçalo em 30 abr 2020 | Atualizado em 10 ago 2021

6 minutos de leitura

Netshow.me

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

Quando falamos sobre produção e distribuição de conteúdo digital, o conceito Over The Top é a grande tendência mundial. Segundo estudo da Allied Market Research, o mercado OTT deve atingir faturamento global de US$ 332,52 bilhões até 2025, ou seja, apresentará um crescimento anual de 16,7%.

São números promissores, né? Não à toa, esta sigla revolucionou as mídias digitais – e isso se aplica não só aos hábitos de consumo, mas também à produção de conteúdo.

A seguir, você pode conferir os motivos apontados pela pesquisa para explicar o crescimento deste nicho. Além disso, explicaremos como fica o Brasil nesta história e como você pode ter sua própria plataforma OTT. Vamos nessa?

Avanços tecnológicos impulsionam o mercado OTT

Não é possível falar sobre o crescimento das OTT ao redor do mundo sem falar sobre os avanços tecnológicos que permitem este fenômeno. Segundo a pesquisa, este fator é determinante e, por isso, analisaremos separadamente.

Falando no âmbito do produtor, os custos para se ter uma OTT eram altos e, por isso, era algo possível somente a empresas de maior porte como Netflix e Spotify. Hoje, o jogo virou e existe maior facilidade de acesso à tecnologia, se tornou mais barato aderir à tendência e qualquer um pode ter a sua própria plataforma de conteúdo.

Além deste número maior de projetos viabilizados, os avanços tecnológicos permitiram acesso a dispositivos mais modernos e com suporte a este tipo de plataforma. Desta forma, o usuário pode consumir conteúdo não só no computador, mas também na televisão, tablets e até celulares. E onde eles mais o fazem? Segundo o estudo, os telefones móveis são campeões, responsáveis por mais de um terço dos usos de plataformas de streaming.

Flow Experience 2020

Maior variedade de conteúdo e diversidade de formatos

Vale ressaltar o crescimento na variedade de conteúdo como outro fator decisivo apontado pela pesquisa. Como se tornou mais fácil para o produtor ter sua própria OTT, isto permite ao usuário ter à sua disposição plataformas sobre todos os tópicos imagináveis.

Nesta vasta gama de possibilidades, o entretenimento não é a única área contemplada. Existem plataformas dedicadas à disseminação de conhecimento como os conteúdos de finanças da InsideApp, aulas para dentistas na Dental Guru, dicas de produção musical na AudioWorkShop e até filosofia na Acrópole Play. O céu é o limite, não é mesmo?

A diversidade não se limita somente aos temas de conteúdos disponibilizados. Apesar de gigantes do mercado como Netflix e Spotify utilizarem somente um formato, você não precisa fazer o mesmo –  a não ser que deseje.

Assim, as plataformas OTT permitem que você alie todos os formatos que quiser na sua estratégia de conteúdo. É possível mesclar vídeos com podcasts, ebooks e até ter um fórum de discussões.

Mas qual formato vale a pena escolher? Segundo o estudo, vídeo é o segmento com maior crescimento, com uma taxa de 18,3% por ano. Trata-se tipo de conteúdo com a maior fatia do mercado, responsável por um terço dele.

Por que o mercado OTT é uma tendência mundial?

Como é o mercado OTT no Brasil?

Estamos falando sobre números globais e o já citado estudo da Allied Market Research aponta que o aumento da demanda nos países emergentes é um dos principais responsáveis pelo crescimento do nicho. Ou seja, isso tem tudo a ver com o Brasil.

Segundo pesquisa da consultoria Frost e Sullivan, ocupamos a oitava colocação no ranking global. Este número se torna ainda mais impressionante quando considerarmos o fato da América Latina ser a região com menor receita no nicho.

Apesar da falta de infraestrutura da rede de dados ser um dos obstáculos apontados pela Allied Market Research, isso não torna o mercado de OTT no Brasil menos promissor. Segundo a pesquisa State of Mobile 2019, da App Annie, o consumo de serviços de streaming de vídeos cresceu 130% no país – a segunda maior média de crescimento do mundo, ficando atrás somente da Índia, que teve um aumento de 185%.

Além disso, o Comitê Gestor de Internet constatou que 71% dos brasileiros utilizam pelo menos um serviço de streaming. Desta forma, o YouTube estima que o consumo de vídeos online ultrapasse a televisão já em 2020. Ou seja, trata-se de um terreno fértil para ganhar dinheiro com a produção de conteúdo.

Pensando no crescimento do mercado de OTT, a Netshow.me entrou de cabeça nesta tendência. Com a Netshow.me OTT, é possível adquirir uma plataforma white label adequada à sua identidade visual e disponibilizar seus materiais como desejar. Além disso é uma solução acessível não só para o produtor de conteúdo como também para comunicação corporativa. Quer se beneficiar com todos estes dados promissores? Fale com um de nossos especialistas!

Escrito por Gabriele Gonçalo