0

Tendências de Mercado

O que é OTT? Conheça este conceito de distribuição de conteúdo

Saiba por que o conceito Over the Top é cada vez mais adotado por quem quer ganhar dinheiro com conteúdo. A produção de conteúdo é uma tendência crescente no mercado de comunicação. Segundo estudo da consultoria PwC, o investimento em mídias digitais deve crescer 12% até 2021. Quando falamos sobre o mercado de vídeos, existem … Continuar lendo O que é OTT? Conheça este conceito de distribuição de conteúdo

Escrito por Gabriele Gonçalo em 21 jan 2020 | Atualizado em 03 ago 2020

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

Saiba por que o conceito Over the Top é cada vez mais adotado por quem quer ganhar dinheiro com conteúdo.

A produção de conteúdo é uma tendência crescente no mercado de comunicação. Segundo estudo da consultoria PwC, o investimento em mídias digitais deve crescer 12% até 2021.

Quando falamos sobre o mercado de vídeos, existem muitas opções de plataformas para a monetização e distribuição de seu material. De todas as possibilidades, o uso de uma plataforma OTT é cada vez mais adotada pelos produtores.

Afinal de contas o que é OTT? Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre este conceito que revolucionou a produção de conteúdo.

Como surgiu o conceito de OTT?

A sigla OTT designa o termo Over The Top, expressão em inglês que significa acima do topo, ou seja, serve para designar coisas de qualidade diferenciada. Apesar de ser uma expressão utilizada de maneira ampla, ela foi abraçada pela indústria da mídia. Por quê?

Para entender o motivo, precisaremos fazer uma viagem no tempo. Antes, o conteúdo era distribuído através de intermediários – geralmente um serviço de telecomunicações. Neste modelo, o telespectador precisava se adaptar à oferta de conteúdo e acessar o canal num horário específico. Isto ainda existe, mas numa escala menor e geralmente em eventos ao vivo como transmissões esportivas.

A mudança veio quando uma locadora de filmes por correio decidiu inovar e fez uma plataforma digital para disponibilizar seu catálogo. Seu nome? Netflix – você provavelmente pensou nela antes mesmo de citarmos, né? Isto se deve ao sucesso estrondoso deste modelo de negócios.

Este êxito se deve ao fato da Netflix ter invertido a lógica de consumo de conteúdo, dando total controle ao telespectador. Além de decidir o que assistir, se tornou possível escolher horário, local e dispositivo para fazê-lo.

A conveniência trazida pelo conceito só possui como pré-requisito utilizar uma conexão com a internet – as plataformas OTT utilizam a tecnologia de streaming para transmitir o conteúdo durante a exibição sem depender de um download prévio.

OTT não se resume a um tipo de conteúdo

Apesar do conceito Over The Top ter atingido um posto de destaque na indústria com a distribuição de vídeos, associá-lo somente a este tipo de conteúdo é um erro.

Podemos citar exemplos de plataformas OTT que utilizam outros tipos de conteúdo como o Spotify, serviço de streaming de músicas, e até o WhatsApp, aplicativo de mensagens. Lembre-se: este conceito consiste na conveniência de consumir conteúdos sem depender de terceiros.

Aliás, o WhatsApp mostra outra faceta importante das OTT: não é necessário se limitar somente a um tipo de conteúdo. É possível utilizar uma ampla gama de mídias, entre elas vídeo, áudio, pdfs e ainda utilizá-la para construir uma comunidade. Isto abre possibilidades para gerar uma experiência ainda mais completa ao usuário.

Quem pode ter a própria plataforma OTT?

Criar uma plataforma OTT é uma solução interessante para difundir seu conteúdo digital, mas é uma possibilidade acessível a quem? No começo desta mudança de paradigma, era necessário destinar um investimento considerável para adotá-lo e somente emissoras e empresas de maior porte.

Atualmente a situação é diferente. Com os avanços tecnológicos no decorrer dos anos, o conceito Over The Top se tornou mais barato e qualquer produtor de conteúdo pode ter a própria plataforma.

Além de ser uma alternativa cada vez mais acessível para vender seu conteúdo digital, é possível utilizar seu ambiente próprio para definir como será a monetização e a maneira com a qual você utilizará o material multimídia – tudo isso sem depender de terceiros.

Quer aderir à tendência Over The Top? A Netshow.me OTT oferece uma plataforma whitelabel com todas as funcionalidades necessárias para transformar seu conteúdo em negócio. Fale com um de nossos especialistas e saiba a mais sobra a melhor opção disponível no mercado.

Escrito por Gabriele Gonçalo