Produção de Conteúdos

Conteúdo relevante: o que é, como criar e fidelizar seu público

Veja dicas para produzir conteúdo relevante e gerar mais valor junto a sua audiência por meio de textos e publicações.

Escrito por Netshow.me em 05 jul 2022 | Atualizado em 26 ago 2022

11 minutos de leitura

our-team - Freepik

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

Você já deve ter se deparado com o termo Marketing de Conteúdo em algum momento enquanto navegava pelas redes sociais ou ao se deparar com algum Produtor de Conteúdo. Essa tendência moderna tem mudado a forma que empresas, marcas e prestadores de serviço estão interagindo com o seu público-alvo por meio da criação de conteúdo relevante. 

É comum que ao pesquisar um assunto tão amplo surjam muitas dúvidas sobre como a sua marca pode gerar resultados positivos com a criação de conteúdo sobre ela e o mercado onde atua. Há algum tempo, não havia tanta competição nesse mercado, mas, como fazer isso hoje, com tantas pessoas apostando nessa estratégia também? 

Existem muitas abordagens possíveis e diferentes ideias sobre como desenvolver uma estratégia. Tudo isso pode influenciar nos resultados, desde o tipo de material que deve ser priorizado até o formato a ser usado. 

Existem ainda as dificuldades para criar conteúdos relevantes dentro do meio digital e como fazer com que o seu produto seja encontrado pelas pessoas certas. Todos esses são aspectos que interferem diretamente no desafio de gerar valor por meio dessa estratégia. 

Veja algumas dicas sobre como captar a atenção e fidelizar o público apostando em conteúdo relevante e que gere valor para o seu nicho de mercado. Boa leitura!

Como gerar conteúdo relevante? 

Essa pode ser uma pergunta difícil à primeira vista mas, calma, é possível. Gerar conteúdo relevante não é sobre produzir muito ou saber absolutamente tudo sobre um tema. Trata-se muito mais de ter uma abordagem interessante, atrativa e com um material que entregue algo que tenha valor para quem é a sua persona, ou seja, seu cliente ideal. 

Por exemplo, para quem faz um curso na área da contabilidade, um material de valor poderia ser um e-book resumindo e explicando as principais leis que é preciso saber nesse setor. Contudo, para quem trabalha com Direito Tributário esse conteúdo pode não ser tão interessante, visto que lida com uma quantidade mais abrangente de leis e normativas. 

Ainda que sejam áreas que se comunicam, elas se interessam por temáticas e questões diferentes. Por isso, o primeiro passo na sua estratégia para criar conteúdo relevante é pensar no que é relevante para quem faz parte do seu público-alvo.

Mas, não é só isso! Veja outras dicas sobre como gerar conteúdo relevante: 

Destaque-se em um mar de possibilidade

Tente se colocar na figura de um usuário comum que está buscando por conteúdos relevantes na internet, quase como a pesquisa que citamos no começo do texto.

Ele vai entrar no Google, ou qualquer outro buscador, e realizar a pesquisa que deseja. É provável que a partir daqui, você sofra com um verdadeiro tsunami de links e possibilidades para sanar uma simples dúvida. 

Isso escancara uma das principais características do meio virtual: a sua facilidade para geração, e publicação, de textos pertinentes, o que não necessariamente são conteúdos relevantes para qualquer pessoa, e muito menos um material de qualidade.  

Bom, agora que você já entendeu a perspectiva da sua persona, busque entender como o seu conteúdo relevante pode se destacar em um mar tão cheio de possibilidades. Não basta que o usuário vá até seu site, ele precisa se interessar de fato pelo que você está dizendo e atribuir um valor àquele conteúdo. 

Só assim ele vai continuar no seu blog, e, possivelmente, reconhecer o seu conteúdo como uma referência sobre certo assunto. Depois de visitar o seu site, esse usuário pode conhecer o produto e seguir caminhando na jornada de compra — até se tornar um cliente. 

🎥 Veja também: Como fazer uma thumbnail para destacar seu vídeo online 

🎯 E ainda: 6 etapas para montar uma estratégia de marketing de conteúdo matadora  

Tenha atenção ao que o público consome

Quando falamos em conteúdo, é comum que cada pessoa tenha uma interpretação sobre a forma de consumo e veículos de divulgação. Alguns vão preferir textos, outros são mais chegados no formato em vídeo, enquanto algumas pessoas são adeptas ao formato das lives, desde que o conteúdo seja relevante para eles.

É importante que, para a geração de valor, um conteúdo esteja sendo vinculado no meio certo para isso. Para determinar qual o meio correto para divulgar seus materiais, é necessário entender seu público, conhecer seus padrões de consumo de informação e levar o que ele busca, no lugar onde se sente mais confortável.

Se a escolha for por materiais escritos em blogs, tenha em mente que o valor do conteúdo está diretamente relacionado às informações que ali estão, a exclusividade da visão que você dará sobre o tema e a linguagem que está sendo adotada.

Caso você escolha um meio de produção audiovisual, tenha certeza que irá fornecer materiais de qualidade, já que um bom conteúdo pode ficar ofuscado por uma produção de baixa qualidade. Nestes casos, também é importante ter atenção ao modo de falar no vídeo.

Saiba manter o público ávido e curioso sobre os seus conteúdos. Mantenha ou incremente o nível de suas produções e tenha atenção ao que concorrentes diretos do mercado estão fazendo, pois as tendências mudam rápido e é fácil deixar de produzir um conteúdo relevante. Aposte em novidades, como o Vídeo Marketing ou novas ferramentas das redes sociais como Shorts, Stories e TikTok.  

É importante lembrar que um conteúdo valorizado é aquele que é compartilhado. É importante que o público-alvo termine de consumir o seu conteúdo, independentemente da plataforma utilizada, e sinta-se contemplado, tão contemplado que irá compartilhar o conhecimento com outras pessoas através de suas redes sociais.

Lembre-se sempre que qualquer pessoa é uma microinfluenciadora dentro de sua bolha social, portanto, pode atrair mais consumidores para seu negócio. 

🤳 Veja ainda: Contratar influenciadores digitais: como fazer e quando vale a pena? 

Mantenha o nível do conteúdo

Já entendemos que as pessoas estão consumindo conteúdos de qualidade das marcas e que isso gera valor para as empresas. Porém, é importante entender que a fidelização deste consumidor é muito volátil.

Por ter à disposição infinitas fontes de informação, ele pode facilmente perder o encanto por aquilo que sua marca está produzindo, ou simplesmente passar a dar mais atenção a outras criações em detrimento ao seu material.

Outro aspecto importante é que, caso seu conteúdo seja muito atrativo, você poderá adotar planos de assinaturas para materiais específicos, podendo monetizar suas produções.

🚀 Veja também: Clube de assinaturas: como montar uma plataforma de conteúdo digital? 

Tenha uma estratégia para gerar conteúdo relevante

Muitas empresas ainda entendem que um blog atrativo para o consumidor é aquele lotado de conteúdos, com dezenas de novos posts sendo publicados diariamente. Esqueça isso. 

Linha de montagem de conteúdos muitas vezes significa materiais padronizados, repetidos e vazios, que, no final das contas, só servem para inflacionar os números de publicações, pois atraem pouco, ou quase nenhum, valor para seu negócio. É importante produzir conteúdos relevantes, independente da escala.

Foque em uma estratégia efetiva para criação de conteúdo. Entenda o que seu público-alvo quer. Para isso, a parte mais importante é entender quem é este público. Trace um perfil completo da pessoa que você quer buscar com seus materiais, assim, é possível determinar temáticas e linguagens que sejam pertinentes.

Esse é um passo determinante na hora de escolher quais tipos de conteúdos serão levados ao seu blog, bem como a linguagem a ser utilizada, frequência e volume dos textos criados.

É claro que quando partimos para a criação você terá que levar em conta muitos pontos que já devem fazer parte de sua rotina, como SEO, geração de leads, entre outros.

Criar conteúdos relevantes é um trabalho de formiga, que exige um processo lento se o seu objetivo final é ter, além de quantidade, também qualidade. Lembre-se de seus objetivos, foque no incremento da credibilidade e da reputação da empresa para que ela se torne uma referência na hora que o usuário for pesquisar por determinado conteúdo.

Uma forma de ter tudo isso organizado é tentar listar os objetivos que deseja alcançar com a criação de conteúdo. Você pode fazer isso no planejamento estratégico! 

Quer saber como? Veja nosso artigo e aprenda tudo sobre essa metodologia de organização e desenvolvimento de projetos: 

Ler artigo: Planejamento estratégico: as bases para ter um processo de sucesso 

Escrito por Netshow.me

Este artigo foi produzido pela equipe de especialistas da Netshow.me. Oferecemos serviços para gerenciamento, distribuição e monetização de vídeos e conteúdos online. Produzimos conteúdos com o objetivo de fazer com que você também se torne um especialista.