Tendências de Mercado

Qual a diferença entre videoconferência e live streaming?

Índice deste artigo:1 Com a transmissão ao vivo, sua empresa pode operar à distância. Entre videoconferência e o live streaming, qual opção é melhor para seu negócio? 1.1 O que é uma videoconferência?1.2 Ferramentas de videoconferência1.2.1 1. Zoom1.2.2 2. Google Hangouts1.2.3 3. Skype1.2.4 4. WhatsApp1.3 Por que uma videoconferência é diferente do live streaming?1.4 Quais … Continuar lendo Qual a diferença entre videoconferência e live streaming?

Escrito por Gabriele Gonçalo em 20 mar 2020 | Atualizado em 20 abr 2020

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

Com a transmissão ao vivo, sua empresa pode operar à distância. Entre videoconferência e o live streaming, qual opção é melhor para seu negócio?

A transmissão ao vivo é uma solução cada vez mais adotada no mercado. Afinal, esta solução utiliza a tecnologia para facilitar a comunicação e até possibilitar a realização de eventos à distância.

Diversas situações trazem necessidades e desafios que levam empresas a repensarem suas operações. As causas são diversas: distância entre franqueados, colaboradores em localidades diferentes e até mesmo problemas no âmbito da saúde – como, por exemplo, o distanciamento social necessário devido à pandemia de coronavírus. Todos estes fatores tornaram a comunicação online ainda mais essencial.

E quais as opções de soluções oferecidas pelo universo da transmissão ao vivo? Você pode optar entre videoconferência ou live streaming. Mas qual destas duas opções se adequa mais à sua necessidade?

Pensando nesta dúvida cada vez mais frequente, preparamos esse artigo detalhado sobre a diferença entre ambos para ajudar a sua tomada de decisão. Confira a seguir:

O que é uma videoconferência?

Como o nome diz, videoconferência é o ato de utilizar um software para conectar duas ou mais pessoas, que precisarão somente utilizar dispositivos com câmera e microfone. Desta forma, é possível a realização de uma conferência por vídeo.

Também conhecido como webmeeting, este modelo adota uma abordagem one to one e no máximo few-to-few, ou seja, todos os participantes trocam informações em tempo real por meio de vídeo e áudio. Trata-se de uma solução muito utilizada por empresas em reuniões ou ações do dia a dia de comunicação interna.

Como a qualidade da imagem não é uma prioridade, a videoconferência não exige um link de internet dedicado. Aqui, o mais importante é conseguir conversar e repassar as informações necessárias.

Ferramentas de videoconferência

Caso seja a solução adequada ao seu negócio, separamos uma lista de ferramentas de videoconferência gratuitas para você.

1. Zoom

O Zoom é uma plataforma que permite a participação de até 500 usuários na mesma sala. Todos podem interagir por vídeo ou somente áudio. Trata-se de uma ferramenta disponível nos principais sistemas operacionais de desktop (Windows, Mac e Linux) e mobile (iOs e Android)

2. Google Hangouts

Outra opção é o Google Hangouts. Nele, o diferencial é a possibilidade de compartilhar a tela de seu navegador com todos os participantes. Além disso, é integrado a soluções da empresa como o Google Docs e permite a edição compartilhada de documentos. Pode ser usado em qualquer desktop, tablet ou celular.

3. Skype

O Skype é mais uma solução para a realização de videoconferências. Ele permite que você reúna até 50 pessoas na mesma sala, compartilhe tela e até grave a conversa. O software da Microsoft ainda possibilita ligações para telefones móveis e está disponível para desktop e mobile.

4. WhatsApp

E falando em soluções disponíveis para o celular, temos o WhatsApp. Não é uma opção tão robusta quanto as outras, afinal só permite 4 pessoas por ligação em vídeo. Além disso, o recurso não é liberado no desktop e por isso não resolve a necessidade de muitos.

Por que uma videoconferência é diferente do live streaming?

Você leu sobre o que é uma videoconferência e algumas ferramentas para realizá-las. Agora, é hora de ressaltar o fato de se tratar de uma solução diferente do streming – ou, live interativa como alguns chamam Isso se deve ao fato deste segundo tipo adotar a abordagem one to many e até one-to-millions, ou seja, um dispositivo transmite por vez para vários espectadores, que interagem por mensagens de texto.

Vale ressaltar a possibilidade de embedar uma webmeeting no seu live streaming. Ou seja, é possível adicionar a videoconferência ao material transmitido ao público, que continua a interagir somente pelo chat. Esta possibilidade depende da plataforma utilizada e permite que diversos palestrantes da transmissão participem independentemente de estarem juntos no mesmo local ou cada um em um lugar diferente.

Quais as vantagens da live interativa?

Ao optar por realizar uma live interativa do seu evento, você se beneficiará com uma série de fatores. Separamos uma lista com as principais vantagens de adotar este modelo de transmissão. Dá uma olhada:

1. Seu evento não precisa ser presencial

Caso não seja possível fazer com que seu evento seja presencial, a live interativa permite que ele aconteça sem a presença física do público. Esta solução permite maior conveniência a essas pessoas, que poderão acompanhar a transmissão onde e como acharem melhor.

Isto pode até fazer com que o seu evento atinja ainda mais pessoas. Por exemplo, a Gerdau conseguiu quadruplicar o público de seu evento destinado a investidores – graças à platforma da Netshow.me

2. A live interativa permite interação do público

A palavra interativa diz tudo, né? No decorrer da transmissão ao vivo, o público pode mandar perguntas e fazer outros comentários sobre a live. Este engajamento pode até otimizar o tempo de seu evento. Pegando o exemplo de uma palestra, o moderador pode pegar todas as perguntas e já repassar ao palestrante quando ele abrir o espaço para perguntas – assim, aumentando seu rendimento.

3. Reduza os custos do seu evento com o live streaming

Outra possibilidade de utilizar uma live interativa é a redução de gastos. Você terá menos custos com espaço físico, infraestrutura e até na logística de trazer todos os participantes para o mesmo lugar.

Quer um ótimo exemplo? A Leroy Merlin optou pela transmissão ao vivo do treinamento de seus colaboradores via Netshow.me e conseguiu reduzir seus custos em 93% – e você pode ter essa economia.

4. Monetização e captação de leads

E não pense que acaba aí! Ao fazer uma live interativa, você define quem terá acesso e, desta forma, pode torná-la paga. Além disso, é possível utilizar a plataforma para a captação de leads, que podem ser nutridos com auxílio do funil de vendas até se converterem em vendas.

Banner-livecompletoSe interessou em fazer uma live interativa? Você pode até usar redes sociais como Facebook e Instagram ou até o YouTube. Mas não vale a pena fazer por conta própria e correr risco da transmissão do seu evento, dar certo?

Quando a questão envolve profissionalismo, a melhor opção é contratar o serviço de especialistas. Afinal de contas, trata-se de uma solução que oferecerá toda a estrutura e know-how necessários para atender às necessidades de sua empresa. A Netshow.me, por exemplo, possui uma ampla rede de parceiros para garantir altíssima qualidade de todas as transmissões. Quer saber como? Fale com um de nossos especialistas!

Escrito por Gabriele Gonçalo