Dicas e Tutoriais

Growth Hacking: como esta estratégia pode aumentar a monetização de vídeos?

Índice deste artigo:1 Você sabe o que é growth hacking? Saiba como esta estratégia pode impulsionar a monetização do seu conteúdo. 1.1 O que é Growth Hacking?1.2 Como aplicar growth hacking nos seus vídeos?1.2.1 1. Capital Social1.2.2 2. Gatilhos1.2.3 3. Emoções1.2.4 4. Público1.2.5 5. Valor prático1.2.6 6. Histórias1.3 Growth hacking e vídeos virais são uma … Continuar lendo Growth Hacking: como esta estratégia pode aumentar a monetização de vídeos?

Escrito por Gabriele Gonçalo em 03 dez 2019 | Atualizado em 03 ago 2020

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

Você sabe o que é growth hacking? Saiba como esta estratégia pode impulsionar a monetização do seu conteúdo.

A monetização de vídeos online é uma preocupação frequente dos produtores de conteúdo. Não é à toa, tendo em vista os números animadores deste mercado. Segundo a consultoria PwC, o segmento deve atingir o faturamento de R$ 1,16 bilhões em 2021 – isso só no Brasil.

Apesar dos indicadores positivos, ganhar dinheiro com vídeos não é uma missão fácil. Além de pensar nas ferramentas para monetizar seu conteúdo, é necessário encontrar maneiras de se destacar em meio à concorrência.

Como fazê-lo e de quebra impulsionar seus resultados? A resposta reside na adoção de growth hacking na sua estratégia. Mas o que é isso?

O que é Growth Hacking?

Você provavelmente já ouviu o termo hacker, comumente associado àqueles programadores responsáveis por encontrar brechas nos sistemas. Este conceito não se limita somente à informática e foi levado ao marketing por Sean Ellis.

Growth hacking consiste em encontrar brechas e explorá-las para obter crescimento rápido. Como? Aliando habilidades técnicas e a boa e velha criatividade para testar novas opções de ações. Portanto, trata-se do marketing orientado por experimentos – definição dada pelo próprio Ellis.

Como aplicar growth hacking nos seus vídeos?

É possível utilizar o growth hacking como um valioso aliado para alavancar os resultados de seus vídeos. Algumas técnicas contadas pelo p.H.D. em marketing Jonah Berger no livro Contágio: Por Que As Coisas Pegam são muito úteis:

1. Capital Social

Você sabia que 40% do que as pessoas dizem está ligado às próprias experiências? Além do objetivo de parecerem mais divertidas ou inteligentes, isto é explicado pela necessidade de ganhar notoriedade nos círculos sociais. Ofereça conteúdos com os quais seu público se conecte. Quer uma dica? Coloque fatos curiosos e inusitados – eles chamarão mais ainda a atenção da sua audiência!

2. Gatilhos

Nosso cérebro é condicionado a tomar algumas decisões de maneira inconsciente. E se eu disser que você pode usar isso a seu favor? Isto é possível através do uso de gatilhos. Ao associar seu vídeo a situações cotidianas, as pessoas lembrarão do conteúdo quando se deparar com elas.

3. Emoções

Nunca se esqueça da importância de associar emoções fortes ao seu conteúdo porque elas tornarão seu vídeo mais impactante. Pense na importância disso ao escrever o roteiro do seu vídeo. Somente as positivas devem ser utilizadas? Não. O importante é atingir as pessoas em cheio com o storytelling emocional!

Quem precisa dar as cartas nesta situação é o bom senso. Como growth hacking visa o crescimento, você não quer se associar a algo que pode desagradar o público, né? Só tome cuidado com os sentimentos de tristeza porque eles podem causar uma experiência desagradável e diminuir a chance de aceitação.

4. Público

Não esqueça de deixar sua autoria clara quando publicar um conteúdo. Por quê? Isto criará interesse em torno de sua marca e fará o público procurá-la em vez de só assistir ao vídeo. Desta forma, você impulsionará a audiência de outros materiais e converterá mais pessoas em clientes!

5. Valor prático

Não se esqueça de adotar a praticidade nos seus vídeos. Isto é importante porque as pessoas gostam de compartilhar coisas úteis e que as ajudaram em algum momento. Isto aumentará o alcance de seu conteúdo e permitirá resultados ainda melhores.

6. Histórias

Pessoas pensam em termos de narrativas, não de informações e amam compartilhar histórias. Não é à toa que a prática do storytelling é cada vez mais empregada na publicidade – afinal de contas, seu uso se mostra cada vez mais favorável com o público. Autenticidade nestes relatos é imprescindível.

banner-flow

Growth hacking e vídeos virais são uma dupla perfeita!

Você sabe o que é um conteúdo viral? Este termo surgiu na era das redes sociais e descreve materiais divulgados de maneira rápida e ampla – ou seja, contagiosos como um vírus. E isto tem tudo a ver com growth hacking.

Mas o que torna um vídeo viral? A Wochit analisou as características deste tipo de conteúdo e  as coisas mais importantes são:

1. Histórias pessoais

36% dos vídeos possuíam relatos sobre uma pessoa específica.

2. Conteúdos evergreen

58% abordavam histórias que não estavam atreladas a um acontecimento específico, ou seja, não eram influenciados pelo tempo.

3. Sentimento positivo

81% dos vídeos evocavam uma resposta emocional no público, positiva na maioria dos casos.

4. Uso de listas

28% dos vídeos utilizavam listas para contarem suas histórias.

5. Duração de 30 a 60 segundos

45% dos vídeos colocados em redes sociais tinham duração de 30 a 60 segundos e 24% possuem 90 segundos ou mais.

Growth hacking é um mindset

Estas estratégias de growth hacking explicadas podem ser aplicadas na produção de seu conteúdo e vão impulsionar seus resultados. Não se esqueça da importância de entender o mindset do growth hacker. Por que digo isso? Sean Ellis prestou consultoria em várias empresas e percebeu que a maioria deixava esta mentalidade de lado após o período – causando estagnação ou crescimento lento.

Lembre-se: o produtor de conteúdo com o mindset de growth nunca deixa de realizar experimentos. Estes testes permitem avaliações para entender melhor o que funciona com seu público. Isto tudo feito no menor tempo possível para atingir taxas de crescimento ainda maiores.

Confira também:

Escrito por Gabriele Gonçalo