Marketing Digital

6 segredos para fazer uma gestão de conteúdo eficaz

Você faz gestão de conteúdo? Ela é crucial para o bom andamento de uma estratégia de Marketing Digital. Veja como fazê-la!

Escrito por Netshow.me em 29 out 2020 | Atualizado em 26 ago 2022

11 minutos de leitura

Freepik.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

O Marketing de Conteúdo tem se mostrado uma estratégia poderosa para estreitar o relacionamento com a audiência e conduzi-la pelo funil de vendas. Assim, não é difícil entender por que 70% das empresas investem nele.

Talvez você já tenha comprovado, por experiência própria, que produzir e distribuir conteúdo — por meio de blog posts, e-books, vídeos ou eventos ao vivo — é uma ótima maneira de atrair potenciais clientes.

Entretanto, logo chega o momento em que o dono do negócio sente que está perdendo o controle da estratégia e que a produção do conteúdo não está funcionando como deveria. 

É aí que entra a gestão de conteúdo, já que esse trabalho é complexo e envolve etapas que precisam de muita organização e um bom gerenciamento.

Produzimos este post para ajudar você justamente nessa questão. A seguir, vamos falar sobre:

  • Quais são os principais erros cometidos na gestão de conteúdo?
  • Como superar essas dificuldades e fazer uma gestão de conteúdo eficaz?

Quer aprender a fazer a gestão do seu conteúdo? Continue a leitura!

Quais são os principais erros cometidos na gestão de conteúdo?

Vamos ver os erros mais comuns que estão relacionados com a ausência de uma boa gestão de conteúdo. Acompanhe!

Falta de equilíbrio entre qualidade e quantidade

É verdade que o conteúdo tem o poder de atrair mais pessoas e aumentar a sua audiência. Ele também pode ajudá-las a ver você como autoridade na sua área, levando-as, por fim, a comprar um produto ou serviço seu.

Isso pode levar alguns negócios a cometerem o erro de investir mais na quantidade do que na qualidade do conteúdo, guiando-se pela ideia de que, quanto mais, melhor. O problema é que isso pode causar um efeito contrário, fazendo a audiência concluir que seu conteúdo não é relevante e perder a confiança em você.

Falta de integração entre canais

Quando você produz conteúdo, é importante ter em mente que ele deve ser distribuído onde e como o público-alvo gosta mais

Um evento ao vivo, por exemplo, será transmitido por meio de uma plataforma específica, mas o e-mail marketing pode ser uma ótima solução para divulgar e convidar a audiência.

O blog é uma fonte de tráfego valiosa, já que ele pode trazer para você as pessoas que recorreram ao Google em busca de uma solução para suas necessidades. Quanto àsredes sociais, tem muita gente por lá — 500 milhões de pessoas acessam diariamente o Instagram e incríveis 2,45 bilhões usam o Facebook mensalmente.

O que queremos dizer com isso? Que é importante integrar os canais para potencializar o alcance do seu conteúdo.

Falta de análise de métricas

Quando não há uma boa gestão de conteúdo, as métricas acabam sendo deixadas de lado. Afinal, a produção, em si, já é bem trabalhosa. Sem gerenciamento, é natural que a análise de resultados fique de fora da rotina.

Isso traz resultados negativos. Sem uma análise cuidadosa das métricas, sua estratégia pode não funcionar bem e você não vai se dar conta disso. Como consequência, o ROI (Retorno Sobre Investimento) vai diminuir e seu negócio começará a enfraquecer.

Falta de consistência na produção

Quando você produz conteúdo, a audiência acostuma-se a receber seus vídeos, posts, podcasts, entre outros. Desse modo, ela passa a contar com esses materiais em determinados dias e horários.

Acontece que, quando não há uma boa gestão de conteúdo, é difícil manter a consistência nas publicações. O resultado é que as pessoas podem parar de contar com você, e seu negócio começa a desaparecer da mente delas.

banner-flow

Como superar essas dificuldades e fazer uma gestão de conteúdo eficaz?

Já está claro como é importante fazer uma boa gestão do conteúdo que você produz, certo? Agora, vamos à questão mais importante: como fazer isso? Confira 6 dicas que separamos para você!

1. Atribua responsabilidades

Se você tem mais pessoas ajudando na produção de conteúdo, é importante que cada uma tenha atribuições bem definidas. Isso evita que alguns fiquem sem saber exatamente o que precisam fazer ou deixem certas atividades para outros.

Quem ficará responsável por preparar roteiros para os vídeos, definir o calendário editorial e cuidar do design e da criação de imagens? No caso de conteúdo escrito, quem fará a redação e a revisão? E quem vai fazer a promoção do conteúdo nas redes sociais?

Quando uma dessas atividades não tem um responsável, ela pode acabar sendo feita às pressas, o que impacta a qualidade. Por isso, cada pessoa da equipe deve saber exatamente qual é sua atribuição.

2. Defina objetivos

Você usa conteúdo para atrair o público e educá-lo? Sua intenção é levá-los à decisão de compra? Ou sua estratégia está em um estágio mais inicial e o objetivo é aumentar o reconhecimento de marca?

No momento, o que é mais importante para o seu negócio? Aumentar o tráfego no blog? Melhorar o engajamento nas redes sociais?

É preciso ter um objetivo bem claro, e cada membro da equipe deve entendê-lo bem. Isso vai direcionar os esforços de todos e indicar o caminho que a estratégia deve seguir. Assim, cada conteúdo vai desempenhar seu papel para que o objetivo seja atingido.

3. Use ferramentas adequadas

Não é possível fazer toda a gestão do conteúdo sem usar ferramentas adequadas. Vamos pensar, por exemplo, no CMS (Content Management System, ou sistema de gerenciamento de conteúdo).

Seu blog funciona no WordPress.com ou no WordPress.org? Ou você usou um criador de sites? A escolha do CMS pode fazer grande diferença na experiência do usuário e, consequentemente, nos resultados da sua estratégia.

Para organizar as etapas da produção de conteúdo, você pode usar, por exemplo, o iClips — ferramenta completa de gestão muito usada por agências. 

Para ter ideias de assuntos e palavras-chave, vale a pena usar ferramentas como SEMrush, BuzzSumo e Google Keyword Planner. Quanto ao calendário editorial, você pode organizá-lo com a ajuda de ferramentas como CoSchedule, Studio e Notion.

Essas são apenas algumas sugestões. A ideia é: procure ferramentas que ajudem você a cuidar de cada atividade relacionada com a gestão do seu conteúdo.

4. Planeje

Uma parte essencial do planejamento é definir uma buyer persona. Talvez você já tenha tido contato com esse conceito. Trata-se de uma representação semifictícia do seu cliente ideal.

Uma maneira bem prática de criar essa personagem é usar um gerador de personas. Ao acessá-lo, você deverá informar as características da sua persona. Isso inclui nome, idade, gênero, nível de escolaridade, profissão, do que ela gosta de fazer, como se mantém informada, entre vários outros detalhes. 

Quando a persona está pronta, você tem condições de direcionar os esforços de marketing de maneira eficiente.

Mas o planejamento envolve mais coisas, e uma delas é a definição de um calendário editorial. Ele é a ferramenta que vai ajudar você a manter a consistência na produção de conteúdo.

Outra vantagem é fazer com que os materiais produzidos conduzam a audiência em direção à decisão de compra, de acordo com os estágios do funil de vendas.

Também podemos incluir aqui a importância de definir a linguagem e o tom de voz que seu negócio vai adotar ao se comunicar com a audiência. Essa etapa de planejamento pode dar trabalho, mas, depois que tudo está definido, a produção do conteúdo ocorre de maneira mais suave e eficaz.

5. Crie, publique e promova

Você acabou de produzir mais um conteúdo? Os próximos passos são a publicação e a promoção. Defina como isso será feito. Por exemplo:

  • você vai informar sua audiência por meio de email marketing? 
  • vai criar uma publicação no Facebook? 
  • qual seria o melhor horário de postagem
  • o conteúdo vai ser impulsionado para alcançar mais pessoas?

Quando um conteúdo estiver pronto, é importante pensar em detalhes como esses para que ele não passe despercebido pela audiência.

6. Analise os resultados

Seguiu todos esses passos? Então agora é preciso analisar o seu trabalho! Se você tem um blog, acesse o Google Analytics para ver como está o desempenho.

O conteúdo criado por último está recebendo uma boa quantidade de acessos? Quanto tempo as pessoas estão gastando na página? Elas continuam navegando no blog depois de lerem esse primeiro material?

Nas redes sociais também é possível consultar o desempenho das suas publicações. Será que elas estão atingindo o objetivo que você definiu? O engajamento está bom?

Se os números não estiverem satisfatórios, é sinal de que é preciso fazer melhorias no conteúdo ou na promoção. Uma análise cuidadosa das métricas vai dar as respostas de que você precisa.

A gestão de conteúdo é parte essencial do bom funcionamento dos seus esforços de marketing. Por isso, tire um tempo para organizar as atividades do seu negócio. O importante é ter condições de conduzir o Marketing de Conteúdo de maneira estratégica, para que ele traga ótimos resultados.

Um dos efeitos de uma boa gestão de conteúdo é a qualidade. Por isso, aproveite para continuar estudando o assunto. Entenda o que é content scoring e aprenda a avaliar a eficácia dos seus conteúdos!

Banner-livecompleto

Este artigo foi produzido pela Rock Content, empresa global de Marketing e a maior da América Latina em Marketing de Conteúdo.

Escrito por Netshow.me

Este artigo foi produzido pela equipe de especialistas da Netshow.me. Oferecemos serviços para gerenciamento, distribuição e monetização de vídeos e conteúdos online. Produzimos conteúdos com o objetivo de fazer com que você também se torne um especialista.