Conheça 6 ferramentas de gerenciamento de mídia paga essenciais

Apesar de o tráfego orgânico ser central para toda estratégia de Marketing de Conteúdo trazer resultados, também é necessário impulsionar publicações e anúncios para trazer resultados mais imediatos. Segundo estudo do eMarketer, esses investimentos devem atingir US$ 526,17 bilhões em 2024 一 por isso, conhecer as melhores ferramentas de gerenciamento de mídia paga é essencial para qualquer negócio prosperar.
ferramentas de gerenciamento de mídia paga
Índice deste artigo:

O Marketing de Conteúdo está entre os pilares mais amplos da estratégia de comunicação das empresas. Além de usar o tráfego orgânico para prosperar, ele também demanda investimentos para que o conteúdo atinja o público-alvo 一 e, para isso, o uso de ferramentas de gerenciamento de mídia paga é central.

Segundo estudo da Conversion em parceria com a Leap/KPMG, 66% das empresas estão aumentando os investimentos em Marketing em 2023. Apesar de o tráfego orgânico ser um dos alicerces da produção de conteúdo, a mídia paga se destaca nesse sentido 一 não à toa, uma pesquisa do eMarketer aponta que os investimentos nela devem atingir US$ 526,17 bilhões em 2024.

Por isso, preparamos um artigo especial explicando o conceito de tráfego pago e as principais plataformas que você pode usar para gerenciá-lo. Confira!

O que é mídia paga?

Por definição, mídia paga é todo conteúdo cuja veiculação é feita mediante o investimento em determinada plataforma. Entre os principais exemplos, podemos apontar anúncios em redes sociais, vídeos em plataformas de streaming e até banners em sites ou mecanismos de buscas.

O que caracteriza o tráfego pago é o fato de o usuário não estar ativamente procurando esse conteúdo em específico 一 afinal, ele será entregue sem a pessoa acessar o site ou página da empresa.

Essa é a diferença entre mídia paga e orgânica: a segunda é entregue com o público ativamente procurando por ela. Vale ressaltar que, em pesquisas nos mecanismos de busca, é possível que ele receba anúncios patrocinados relacionados à intenção de busca.

Como funciona a mídia paga?

A dinâmica do tráfego pago é simples de entender: o profissional de Marketing define o orçamento e o público-alvo a ser atingido, escolhendo qual ação do usuário acarretará pagamento à plataforma. As principais são:

  • Custo por Clique (CPC): aqui, a cobrança é feita toda vez que a pessoa clicar no link;
  • Custo Por Mil Impressões (CPM): usado para dar visibilidade ao conteúdo impulsionado, independentemente de o internauta interagir com ele ou não;
  • Custo por Aquisição (CPA): modalidade na qual a plataforma receberá por cada venda ou aquisição de clientes a partir da mídia.

Vale ressaltar que o custo para impulsionar conteúdo é variável, dependendo da segmentação, palavra-chave e plataforma escolhida. Outro ponto importante é que ele segue em muitos casos a lógica de leilão: mídias com maior investimento serão entregues ao público primeiro.

Quais são as melhores ferramentas de gerenciamento de mídia paga? 

Como você viu, é preciso buscar ferramentas adequadas para gerenciar a mídia paga. Confira quais são as principais!

1. Meta Ads

Entre as principais plataformas de gerenciamento de mídia paga está o Meta Ads, usado para impulsionar conteúdos em duas das maiores redes sociais do mundo: Facebook e Instagram. Com uma vasta gama de segmentações e formatos de mídia paga, é possível atingir uma base de mais de um bilhão de usuários. 

O Meta Ads pode ser usado para fazer anúncios em apenas uma das plataformas, dando liberdade criativa e tendo segmentações de público eficientes. Outra vantagem é o fato de a mensuração de resultados ser facilitada, fornecendo dados como curtidas e alcance das publicações 一 que podem ser stories, publicações no feed e até carrosséis.

2. Google Ads

Lançado em 2000, o Google Ads é pioneiro na veiculação de mídia paga nas plataformas digitais. A ferramenta oferece o potencial de ROI (Retorno Sobre Investimento) de até 700% 一 segundo dados da própria empresa.

Números como esse se justificam pelo fato de que 8,5 bilhões de buscas são realizadas por dia no Google, que o tornam o maior mecanismo de pesquisas do mundo. Os principais anúncios na plataforma estão na busca patrocinada, com resultados disponibilizados no topo da página. Outro tipo crucial são os banners da rede de display, colocados na página do buscador e de outros sites.

3. TikTok Ads

Criado em 2016, o TikTok é a rede social que mais cresce desde então. Com mais de 1 bilhão de usuários, a plataforma de vídeos curtos é majoritariamente usada por pessoas entre 18 e 24 anos 一 43% da base. No entanto, isso não significa que ela não possui potencial para outros públicos.

O principal tipo de anúncio no TikTok é o Anúncio de Imagens, no qual você usa uma imagem, texto e nome da empresa 一 os veiculando também aos apps de notícias da empresa, como Babe, TopBuzz e BuzzVideo.

Já os Anúncios em Vídeo são veiculados na aba For You, e possuem materiais de entre 5 segundos e 1 minuto 一 sendo o tipo mais usado. Completa a lista o Anúncio Spark, sendo o impulsionamento de conteúdos e, segundo o próprio TikTok, com engajamento 142% maior e um aumento de 24% na conversão.

Template de Marketing de Conteúdo

4. YouTube Ads

Segundo a pesquisa Rankings Alexa, o YouTube é o segundo site mais acessado da internet 一 são mais de 2 bilhões de usuários ativos em mais de 100 países, posicionando a plataforma de vídeos como central nas estratégias de mídia paga.

Além disso, um estudo da Hubspot com profissionais de Marketing aponta que 87% deles aumentaram o tráfego dos seus sites com Vídeo Marketing. Ou seja: ignorar seu potencial para atração de tráfego pago pode se mostrar uma decisão equivocada.

Trata-se de outra plataforma que oferece uma lista ampla de anúncios. No que diz respeito aos vídeos, eles podem ser exibidos antes e durante os conteúdos 一 sendo de curta, média ou longa duração.

Outras modalidades importantes oferecidas pela plataforma são colocar banners na página e no player do vídeo. Também dá para impulsionar vídeos para serem exibidos nas buscas por palavras-chave específicas.

5. Twitter Ads

Comprado pelo bilionário Elon Musk e rebatizado como X, o Twitter é uma das redes sociais mais populares do planeta. São 200 milhões de usuários na plataforma que, inclusive, não costuma ser a primeira opção de mídia paga para muitas empresas 一 com apenas o número de anúncios diários correspondendo a apenas 4,3% dos do Facebook.

A principal vantagem da plataforma é o fato de ela proporcionar um CTR 10% maior, diminuindo o CPA em 10%. Esses dados, fornecidos pelo próprio Twitter, ajudam a explicar por que vale a pena considerá-lo na hora de planejar campanhas.

Entre os principais objetivos que podem ser atingidos com o Twitter Ads estão conquistar seguidores ou impulsionar tuítes e vídeos. Potencializar o engajamento, atrair visitantes para uma página ou até instalações de aplicativos completam a lista de possibilidades.

6. LinkedIn Ads

A principal rede social para fins profissionais não poderia ficar de fora, com o LinkedIn Ads sendo outra ferramenta de mídia paga central para negócios B2B (Business To Business). Além da base de 630 milhões de usuários ativos, o LinkedIn é usado na tomada de decisão por 80% dos profissionais 一 dados do estudo LinkedIn Audience 360.

Entre os principais formatos a serem usados está o Sponsored Content, seja ele em vídeo, imagem, carrossel ou texto 一 com os modelos de CPC ou CPM. Outra opção é o Sponsored InMail, que consiste no envio de mensagens privadas a potenciais leads.

Completa a lista o Dynamic Ad, cujo dinamismo permite a customização ao usuário que receberá o conteúdo. Eles permitem conquistar seguidores, impulsionamento de um conteúdo ou material rico para download, e até anúncio de eventos ou vagas.

Como ter um planejamento eficiente de mídia paga?

A criação de um plano de mídia paga eficiente é semelhante ao planejamento de outras ações de Marketing. A seguir, você saberá os principais pontos a serem seguidos!

Defina o objetivo

Como existe uma vasta gama de propósitos para usar o tráfego pago, é necessário entender o que você deseja conquistar com a campanha. Seja ele atrair visitas, gerar leads ou conversões e até impulsionar um conteúdo para obter maior posicionamento, ter uma meta bem definida é crucial.

Estabeleça o orçamento

Como o tráfego pago demanda investimentos, é necessário ter um orçamento bem definido antes de começar. Deve-se planejar quanto cada campanha receberá, fazendo cálculos para evitar gastos acima do teto 一 e, é claro, fazer simulações na plataforma.

Escolha a plataforma adequada

Não é necessário usar todas as ferramentas de gerenciamento de conteúdo mencionadas anteriormente. O ideal é analisar em quais seu público é mais ativo, focando nelas para potencializar resultados 一 afinal, isso permitirá melhor uso do orçamento disponível.

Faça testes com formatos e segmentações

O Marketing de alta performance é alcançado também com a realização de testes a fim de entender ainda melhor o público-alvo. Por isso, o ideal é testar formatos e segmentações diferentes para ter conhecimento sobre o que funciona 一 mensurando os dados para aplicá-los nos próximos conteúdos.

Produza conteúdos de alta qualidade

Não adianta investir em mídia paga se o conteúdo impulsionado não for bom. Por isso, é preciso ter redatores, designers e videomakers capacitados no time 一 ajudando o profissional de tráfego pago a ter material de alta qualidade e que trará resultados.

Há quem diga que o conteúdo é rei, mas o planejamento editorial é a coroa. Pensando nisso, criamos um template que vai ajudar você a traçar seu plano de conteúdo e executá-lo. Baixe a planilha!

De segunda a sexta das 9h às 18h.

Manaus-AM | Rua 24 de Maio, 220, Sala 801, Centro, Manaus-AM, CEP 69010-080

São Paulo – SP | Rua Arizona 491, 23 andar, Brooklin, CEP 04567-001

©Copyright 2013-2022 Netshow.me – Tecnologia de streaming para impulsionar empresas