Empreendedorismo Digital

Como escolher a melhor plataforma de produtos digitais para o seu negócio?

Cada vez mais aquecido, o mercado de infoprodutos oferece ótimas opções para ganhar dinheiro online. Saiba como escolher a melhor plataforma de produtos digitais para o seu projeto.

Escrito por Gabriele Gonçalo em 21 mai 2021 | Atualizado em 10 ago 2021

11 minutos de leitura

Netshow.me

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

Graças à aceleração dos processos de transformação digital, o empreendedorismo digital se fortaleceu como uma maneira atrativa de ganhar dinheiro na internet. Não à toa, o mercado de infoprodutos deve crescer 12% em 2021 – dados da consultoria PwC.

Cada vez mais empreendedores digitais buscam criar produtos digitais com alto potencial de vendas e ter uma esteira de produtos. No entanto, vale ressaltar outra etapa crucial para vender infoprodutos: escolher o local certo para disponibilizá-los.

Neste artigo, explicaremos o que é uma plataforma de produtos digitais, suas principais funcionalidades e benefícios. Além disso, falaremos por que ter a própria ferramenta para vender infoprodutos pode potencializar o seu negócio. Vamos nessa?

O que é uma plataforma de produtos digitais?

Por definição, uma plataforma de produtos digitais é uma ferramenta onde você pode centralizar a venda, distribuição e consumo dos seus infoprodutos. Ou seja, ela precisa ter todos os recursos necessários para viabilizar esta centralização – entre elas player de vídeo, gateway de pagamento, fóruns de discussão, categorização de conteúdos e até relatórios de desempenho.

Por isso, não podemos afirmar que redes sociais são ferramentas de produtos digitais. Plataformas como LinkedIn, Facebook, Instagram e YouTube não possuem todas as funcionalidades citadas e, por isso, não permitem que você centralize o seu negócio em um único lugar. No entanto, vale ressaltar que elas podem ser usadas para complementar a sua estratégia de vendas.

Como o mercado está aquecido, existem muitas plataformas para a venda de produtos digitais. Por exemplo, algumas delas funcionam como um marketplace de conteúdo e permitem que qualquer empreendedor digital disponibilize seus infoprodutos – concorrendo com outros semelhantes no mesmo espaço

Outra opção é ter a própria plataforma de produtos digitais, onde é possível ter autonomia para definir todas as regras de monetização e identidade visual. Além disso, ter um ambiente proprietário permite maior diversidade de conteúdos.

Quais as vantagens de uma plataforma de produtos digitais?

Saber escolher onde vender produtos digitais é um ponto-chave para o sucesso do seu negócio. Ao optar por uma plataforma de infoprodutos, você contará com uma série de benefícios que lhe ajudarão a ter resultados ainda melhores. A seguir, citamos as principais vantagens:

1. Maior praticidade para o seu negócio

Ao usar uma plataforma de produtos digitais, você pode centralizar o seu negócio em um só local. Além disso, você terá todas as ferramentas disponíveis para vender conteúdos digitais de maneira eficiente – seja na própria plataforma ou através de integrações. Por isso, você terá maior praticidade para ganhar dinheiro com infoprodutos.

2. Permite maior escalabilidade

E como o assunto é a venda produtos digitais, é importante falar de como usar uma página de infoprodutos permite uma maior escalabilidade ao seu negócio. Ou seja, é possível vender em grande escala e sem aumentar os custos

3. Fortalece a autoridade do seu negócio

Caso você opte por ter a própria plataforma de produtos digitais, é possível adaptá-la à sua identidade visual. Desta forma, você fortalecerá a sua marca e, consequentemente, a autoridade do seu negócio.

Quais as funcionalidades mais importantes para uma plataforma de produtos digitais?

São muitos benefícios, não é mesmo? No entanto, vale ressaltar que cada plataforma para a venda de infoprodutos possui funcionalidades específicas. Por isso, é crucial escolher a opção que tenha recursos que se adaptem melhor às particularidades do seu negócio. A seguir, você pode conferir as mais importantes para a venda de produtos digitais:

1. Diversidade de formatos de conteúdos

Por definição, os infoprodutos são qualquer produto digital que pode ser vendido na internet. Ou seja, existe uma vasta gama de formatos que podem ser explorados – entre eles e-books, whitepapers, e-magazines, vídeos, podcasts, audiobooks, screencasts, e até transmissões ao vivo.

Como o intuito de ter uma plataforma de produtos digitais é centralizar o seu catálogo em um só lugar, é crucial escolher uma opção que suporte toda esta diversidade de formatos.

2. Monetização de conteúdos

Como estamos falando de distribuição e venda de conteúdos digitais, não podemos esquecer de falar das possibilidades de monetização. Por isso, ter um gateway de pagamento integrado à plataforma é crucial para trazer maior segurança e eficiência para as suas vendas.

Além disso, outro ponto importante é a possibilidade de escolher qual modelo de monetização usar. Por exemplo, algumas plataformas permitem a venda de conteúdos individualmente via Pay-Per-View ou até usar o modelo de clube de assinaturas para ter receita recorrente.

Algumas plataformas até permitem que você use anúncios para monetizar seus produtos digitais. Por exemplo, é possível fazer transmissões ao vivo e utilizar espaços como banner interativo e QR Code na tela para direcionar o cliente para páginas de parceiros – assim, tendo mais uma fonte de renda.

3. Categorização de conteúdos

Além de poder disponibilizar diversos tipos de conteúdos digitais e definir como monetizá-los, outra funcionalidade importante é a categorização de conteúdos. Este ponto anda de mãos dadas com os dois itens anteriores e é crucial para uma boa experiência para o usuário.

Ao classificar seus produtos digitais em categorias, seu cliente poderá navegar na plataforma com maior facilidade. Outro ponto importante da categorização é criar playlists de temas específicos, definindo a ordem que cada conteúdo pode ser consumida.

Mas por que isso ajuda na monetização? Você pode tornar determinadas categorias acessíveis somente para um grupo de usuários. Desta forma, é possível ter planos de assinatura de ticket-médio diferentes ou vender um cursos online, masterclasses ou eventos online pontuais.

4. Relatórios de desempenho

Pretende conhecer melhor o seu cliente para fazer estratégias ainda mais assertivas para os seus produtos digitais? Para isso, deve-se contar com uma ferramenta de infoprodutos que forneça relatórios de desempenho.

Desta forma, você poderá saber quantos usuários assistiram cada conteúdo, qual foi o pico de audiência e outras informações que te ajudarão a saber quais produtos digitais fazem mais sucesso com o seus clientes – afinal, ter o máximo de dados possível é imprescindível para um melhor entendimento do rendimento dos seus infoprodutos.

5. Player integrado

Por se tratar de uma solução que tem o objetivo de centralizar a distribuição e venda de produtos digitais, é imprescindível que a plataforma tenha um player integrado. Assim, seu cliente poderá consumir seus infoprodutos diretamente na página.

Caso você deseje incluir players de outras plataformas como Vimeo e YouTube, também é possível. No entanto, esta opção não permite o acesso aos dados de consumo do conteúdo. Por isso, é recomendável disponibilizar todos os seus produtos na própria ferramenta.

Assim, é importante utilizar uma plataforma com um player de alta qualidade. Para garantir isso, deve-se optar por um que tenha streaming adaptativo, ou seja, que se adapte à qualidade da internet – chamamos isso de Adaptive Bitrate Streaming.

6. Design responsivo

Você sabia que 80% do tráfego de dados da internet é realizado em dispositivos móveis? Por isso, é crucial hospedar infoprodutos em um site de produtos digitais que proporcione uma boa experiência não só no desktop, mas também em smartphones e tablets.

Desta forma, deve-se certificar que trata-se de uma plataforma de produtos digitais com design responsivo, ou seja, que se adapte para funcionar bem em mais de um dispositivo.

E como o assunto é a funcionalidade nos dispositivos móveis, vale ressaltar que o site de infoprodutos pode funcionar no próprio navegador ou em um app para a venda de produtos digitais. Dependendo de qual opção você escolher, existe a possibilidade de até ter um aplicativo para Smart TV.

7. Adaptada à identidade visual do negócio

Você pretende fortalecer sua autoridade como empreendedor digital? Ter uma plataforma de produtos digitais adaptada à identidade visual do seu negócio é uma solução atrativa para atingir este objetivo.

E como fazê-lo? Ao usar uma plataforma white label, é possível usar um modelo testado e aprovado no mercado e colocar todos os elementos visuais e layout da sua empresa. Sabe da melhor parte? Você investirá menos do que fazendo sua própria plataforma do zero.

Esta funcionalidade é exclusiva de uma plataforma de produtos digitais própria. Afinal, as que seguem o modelo de marketplace de infoprodutos não permitem a customização da página para a sua identidade visual.

8. Integrações com outras ferramentas

Apesar da plataforma de produtos digitais servir para centralizar o seu negócio, isso não te impede de usar outras ferramentas em conjunto com ela. Por isso, deve-se escolher uma opção que tenha integrações com as usadas pelo seu negócio.

Por exemplo, numa plataforma própria pode-se usar o Disqus para permitir comentários nos conteúdos e o Flarum para criar e gerir fóruns de discussão. Outras possibilidades são ferramentas de automação de marketing como LeadLovers, sistemas antifraude como Konduto, serviços de monitoramento de páginas como Google Analytics e Google Tag Manager e até de mensuração de campanhas como o Facebook Pixel.

banner-ott

Escrito por Gabriele Gonçalo