Educação

Metodologias de ensino: o que são e quais as mais utilizadas

Entenda o que são as metodologias de ensino e como usá-las na hora de preparar as aulas do seu curso online.

Escrito por Netshow.me em 18 jan 2022 | Atualizado em 18 jan 2022

14 minutos de leitura

Netshow.me

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

Aprender algo é sempre uma tarefa que exige esforço e dedicação. Em alguns momentos da vida, ou para temas específicos, o nosso aprendizado pode ser mais rápido ou mais lento. Um dos fatores que influencia nessa questão é a metodologia de ensino. 

A forma pela qual alguém aprende ou como determinado conteúdo é ensinado é chamada de metodologia de ensino. Cada um de nós absorve o conhecimento de uma forma e, por isso, as metodologias buscam fornecer formatos que vão funcionar bem para várias pessoas ao mesmo tempo. 

Neste artigo, entenda melhor o que são as metodologias de ensino, alguns exemplos e confira também alguns formatos para usar no ensino remoto. Boa leitura!

O que são metodologias de ensino 

Uma metodologia de ensino é o formato utilizado para ensinar um conteúdo a alguém. Existem diversas possibilidades e para cada pessoa, situação ou tipo de conteúdo ensinado, há uma ferramenta que funciona melhor que as outras. 

Uma questão muito importante para as metodologias é entender quando usar cada uma delas. Essas diferenças podem ser fundamentais para ter uma aprendizagem concreta. 

Portanto, quando falamos que aprendemos melhor ao ler um livro técnico ou ouvindo uma boa explicação, estamos afirmando qual metodologia de ensino funciona melhor para nós ou para aquela situação específica. 

Por exemplo, para aprender a cozinhar, é fundamental unir a prática e a teoria, não é? Além de conhecer e entender as receitas, será preciso fazê-las e ver no resultado obtido o que deu certo e o que pode ser melhorado. Essa ação de estudo e prática é um tipo de metodologia de ensino. 

Porque as metodologias de ensino são importantes 

Para você, qual é a melhor forma de aprender um conteúdo novo? Qual formato torna esse processo mais fácil: por escrito, áudio ou explicação em vídeo? Você gosta de resolver exercícios para verificar sua aprendizagem ou prefere tentar fazer um resumo do que aprendeu? 

As respostas para essas perguntas vão chegar à metodologia de estudos que você acredita ser a melhor para o seu tipo de aprendizagem. Quando falamos de um ensino que é passado de uma pessoa para outra, como na relação aluno e professor, cabe a quem ensina procurar a melhor forma de fazer isso. 

Nesse caso, estamos falando da metodologia de ensino e ela é importante porque deve ser pensada considerando tanto quem vai receber o conteúdo, quanto o tema em si que está sendo trabalhado. Portanto, é importante buscar unir uma metodologia de estudos que funcione para várias pessoas e também para o que está sendo ensinado. 

Por isso que a forma de ensinar separação de sílabas para uma criança é muito diferente da forma como se ensina para um adolescente. Pois, ainda que seja o mesmo tema, o grau de instrução e a linguagem usada irá variar bastante. 

Ao mesmo tempo, também vemos uma variação na forma como uma criança aprende matemática e ciências, por exemplo. O mesmo público, mas com temas diferentes, também exige uma nova metodologia de ensino. 

Exemplos de metodologias de ensino 

Para entender melhor as metodologias de ensino, separamos alguns exemplos interessantes, confira: 

Metodologia tradicional 

Essa é a metodologia que todos nós já conhecemos, em que geralmente uma pessoa explica o conteúdo e as outras escutam o que está sendo dito. Geralmente usada em espaços de sala de aula, costuma ter o professor como o responsável pela explicação e os alunos devem ouvir e fazer perguntas quando acharem necessário. 

Os materiais usados também são um traço importante dessa metodologia. Em geral, são fornecidos pela instituição responsável pelo processo de ensino. Eles trabalham conteúdos e abordagens alinhados ao formato de ensino do local. 

Metodologia construtivista 

Essa metodologia trabalha o aluno como o grande responsável pelo próprio aprendizado. O educador deverá atuar como um facilitador, fornecendo as ferramentas necessárias para isso. 

Para que ela seja executada, é importante que o número de estudantes seja menor. Dessa forma, o professor poderá se dedicar melhor a cada um deles. Além disso, não é necessário ter avaliações após um período de tempo mais longo, pois a verificação é feita semanalmente, por meio de atividades práticas, por exemplo. 

Metodologias ativas 

As metodologias ativas tem como foco garantir que, quem está aprendendo, mantenha-se motivado e interessado naquilo que está sendo explicado. Para que isso aconteça, essa metodologia aplica uma série de formatos diferentes, voltados para uma atuação mais ativa dos estudantes.

Alguns deles são: 

  • Sala de aula invertida: o conteúdo é disponibilizado ao aluno antes da aula e ele deverá estudá-lo previamente. No momento do encontro, o foco estará voltado para solução de dúvidas e exercícios, aumentando o grau de aproveitamento do aprendizado;
  • Gamificação: o ensino é transformado em um jogo onde acertos geram mais pontos. Esse formato estimula cada pessoa a buscar se desenvolver mais para atingir os pontos e ganhar alguma recompensa no final do processo; 
  • Projetos: a aprendizagem baseada em projetos considera o ensino prático como uma forma interessante de desenvolvimento. Nesse caso, os alunos devem desenvolver algo bastante desafiador e depois apresentar para a classe. É interessante para trabalhar conteúdos mais extensos e, também, habilidades em grupo e de comunicação

Metodologias de ensino remoto 

Outra questão que também faz diferença para a escolha da metodologia de ensino a ser usada é o formato dele: presencial ou remoto. Isso porque cada um deles possui suas próprias limitações e possibilidades, que podem ser exploradas para extrair o melhor de cada modalidade. 

No ensino remoto, pela distância física das pessoas envolvidas, é importante considerar os pontos fortes e as dificuldades que ele apresenta. Algumas abordagens comuns e interessantes para o ensino remoto são:  

▶ Veja ainda: Expandir o negócio: quando dar o próximo passo com seus cursos online 

Aula expositiva 

No ensino remoto a aula expositiva também pode ser usada, mas não é indicado que seja a forma predominante. Isso porque nas aulas online, é muito fácil que o aluno se distraia e pare de prestar atenção ao que está sendo dito. 

Por isso, é interessante intercalar momentos de aula expositiva com uma interação mais ativa, estimulando a atenção e o aprendizado. É recomendado gravar a aula e disponibilizá-la para os casos de problema na internet. Dessa forma, o conteúdo não é perdido. 

Aula interativa

A aula interativa é aquela que combina a explicação do conteúdo com a participação dos alunos. Nesse caso, o professor deve fazer perguntas e estimular a participação para garantir que esse propósito seja cumprido. 

Essa metodologia ajuda a solucionar o problema de atenção da aula expositiva e, ao mesmo tempo, aumenta o grau de aprendizado. Contudo, ela enfrenta outros problemas. 

Alunos muito tímidos podem se sentir desconfortáveis com a exposição e, por isso, é importante criar um ambiente acolhedor, em que as pessoas compreendam que errar faz parte do processo de aprender. 

Fóruns online 

Uma outra metodologia de ensino interessante que pode ser explorada na modalidade remota são os fóruns online. A ideia é que os alunos façam debates e trocas de ideias que vão enriquecer o conhecimento e a compreensão daqueles conteúdos. 

Para que isso aconteça, o professor deve propor atividades que vão estimular esse tipo de interação. Por exemplo, uma forma de fazer isso é determinar a leitura de um conteúdo e deixar uma pergunta que deve ser respondida pelos alunos. Ao mesmo tempo, todos devem fazer outra pergunta a um colega, que também deverá respondê-la. 

Dessa forma, a conversa é iniciada e a interação pode seguir de forma orgânica. 

💡 Veja também: Como criar a sua plataforma de cursos online e começar a vender 

New call-to-action

Escolhendo uma metodologia de ensino para o seu curso online 

Para um curso online ter sucesso, é importante se dedicar na elaboração de um conteúdo de qualidade e que faça sentido para o seu nicho de mercado. Pensando nisso, é interessante verificar também qual metodologia de ensino funciona melhor para o seu campo de atuação. 

Para fazer isso, siga essas dicas: 

Entenda o seu público 

Verifique quem são as pessoas que você quer atingir e como elas gostam de aprender. Se são jovens de 18 a 25 anos, busque entender como eles gostam de aprender. O que fazem quando querem saber mais sobre um assunto? Buscam logo de cara um curso ou querem ver um vídeo sobre o tema antes? 

Para um público mais velho, pode ser que a metodologia tradicional funcione melhor. Contudo, para jovens, é preciso captar a atenção deles para além das distrações online. Por isso, as metodologias ativas podem te ajudar mais. 

Isso vai te ajudar a entender e escolher a melhor abordagem. 

📚 Leia também: Como traçar uma estratégia de lançamento e ter sucesso ao lançar seus cursos 

Tenha um planejamento

Depois de conhecer o seu público, você precisa planejar o seu material. Entenda o que precisa ser produzido, roteirizado, gravado, editado e publicado para fazer o seu curso online sair do papel. 

Nesse momento, pense em como aplicar a metodologia escolhida para garantir o aprendizado e a satisfação de quem fizer o seu curso. Com alunos satisfeitos, o sucesso do seu curso estará cada vez mais próximo. 

▶ Veja também: Planejamento estratégico: as bases para ter um processo de sucesso 

Aposte em uma boa plataforma de vídeo 

Após se dedicar à qualidade do seu material, é fundamental garantir que ele chegue até os estudantes com uma boa qualidade. Vídeos que travam são um grande desmotivador para qualquer pessoa disposta a aprender. Por isso, escolher uma plataforma profissional para hospedagem dos vídeos e conteúdo é um fator imprescindível. 

A Netshow.me pode te ajudar a criar um ambiente completamente personalizado com uma solução pronta, e, ao mesmo tempo, hospedar seu conteúdo com muita qualidade. Com uma plataforma própria, você pode usar ainda outros formatos de conteúdo e ter um fórum de discussão no mesmo lugar. 

Fale com um especialista e garanta o sucesso do seu curso online! 

Escrito por Netshow.me

Este artigo foi produzido pela equipe de especialistas da Netshow.me. Oferecemos serviços para gerenciamento, distribuição e monetização de vídeos e conteúdos online. Produzimos conteúdos com o objetivo de fazer com que você também se torne um especialista.