Produção de Conteúdos

Podcast: como criar o seu e aproveitar a tendência

Quer aderir ao formato que é tendência entre os conteúdos digitais? Aprenda a criar um podcast em quatro etapas.

Escrito por Gabriele Gonçalo em 10 nov 2020 | Atualizado em 03 set 2021

14 minutos de leitura

foto: Godwill Mude - unsplash.com

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

Quando o assunto é o universo de produção de conteúdo, o podcast é uma das principais tendências do mercado. Com o crescimento no número de ouvintes e pessoas interessadas no segmento, cada vez mais criadores de conteúdo decidem se juntar à podosfera.

Existem muitas maneiras de usar o formato na sua estratégia de conteúdo, como o áudio marketing. Caso seu objetivo seja monetização de conteúdo, é possível ganhar dinheiro com podcast. Mas antes disso, é necessário entender os passos para tirar este projeto do papel. 

Neste artigo, você aprenderá como criar um podcast em quatro etapas e a transformar o seu conteúdo em um excelente material de áudio para aumentar a sua audiência. Vamos juntos?

O que é podcast? 

O podcast é um conteúdo em áudio semelhante aos programas de rádio. No entanto, a principal diferença é que nele o espectador não recebe as informações ao vivo, mas “sob demanda”. De forma bem resumida, o podcast é um programa de rádio que pode ser ouvido pela internet quando você quiser. 

Os conteúdos produzidos no formato de podcast geralmente são distribuídos via RSS Feed (Really Simple Syndication) – um modelo de distribuição que notifica os usuários automaticamente a cada atualização. Desta forma, é possível utilizar programas agregadores de podcast para ouvir o programa que você desejar – seja por streaming de áudio ou fazendo download do conteúdo.

Por que inserir o podcast na sua estratégia?

Segundo um estudo da Associação Brasileira de Podcast (ABPod), o formato é consumido em dispositivos móveis por 92,1% do público e no desktop por 25,6% dos ouvintes. Esta mesma pesquisa aponta os profissionais de tecnologia como os principais simpatizantes desse conteúdo – mas eles não são os únicos. 

Segundo pesquisa do Ibope, 40% dos internautas brasileiros já ouviram um podcast, isto é, cerca de 50 milhões de pessoas. E ainda segundo dados do Spotify, o consumo de podcasts cresceu 200% em 2020. Não à toa, cada vez mais nichos são contemplados pelo formato – de cultura pop a investimentos, e até política. Muitas empresas têm investido nesse segmento, até mesmo a gigante Amazon.

Isso nos mostra que já existe uma fatia de público interessada em consumir podcasts e também uma aposta de grandes empresas. A produção de podcasts na sua estratégia representa a diversificação nos formatos do seu conteúdo e pode ser o passo que faltava para atingir um novo público. Esses dois fatores são decisivos para aumentar a sua audiência e, consequentemente, o seu faturamento.

Como criar um podcast?

Ainda segundo a pesquisa da ABPod, para a maioria dos entrevistados, um episódio de podcast ideal tem duração de aproximadamente uma hora. Contudo, esta não é uma regra e você deve pensar o que faz sentido para você e o seu público. 

Para além da definição do tempo de duração, existem muitas outras questões a serem pensadas. Como escolher um tema? Como criar o roteiro de podcast? Como gravar um podcast? 

A cada etapa, você terá um momento para definir essas questões. Confira a seguir como criar um podcast em 4 etapas:

Etapa 1: Defina objetivos, público-alvo e tema do seu podcast

Para começar, é importante que você tenha seus objetivos bem traçados. Por isso, você precisa entender o que deseja alcançar com essa estratégia. Você quer atingir um público maior? Aumentar sua audiência? Produzir um bom conteúdo que te torne referência naquele assunto? 

Existem outras possibilidades também, mas o importante é ter isso bem claro. Afinal, quando o processo de produção acabar e você publicar o seu podcast, os resultados serão analisados com base no objetivo que você definiu inicialmente. 

Logo no início também é importante fazer algumas outras definições: 

  1. Tema: sobre o que você irá falar? Uma boa forma de começar essa definição é listando os temas dos 15 primeiros episódios do seu podcast. Isso te dará uma boa base para começar. 
  2. Público-alvo: para quem você está falando? Tente pensar em uma pessoa específica, como a persona da estratégia de Inbound Marketing. 
  3. Tempo de duração do episódio e periodicidade: seu podcast será mensal, semanal? Quantos minutos cada episódio terá? Uma forma de entender o que o seu público prefere, é analisando a concorrência. 
  4. Formato do podcast: o formato mais comum é a mesa redonda, onde as pessoas conversam como se estivessem juntas, falando de forma despojada. Contudo, para algumas pessoas este formato está saturado e pode não ser interessante. Considere buscar essas informações também na sua pesquisa de concorrentes.  

Etapa 2: Planeje os seus episódios 

Agora que você já fez as principais definições iniciais, é importante planejar cada episódio. Digamos que o seu formato será um podcast de entrevistas. Então, pegue aquela lista de 15 episódios e, abaixo de cada tema, selecione alguns possíveis entrevistados. Abaixo do nome deles, liste possíveis formas de contato.  

Você conhece alguém que pode interceder no contato? É possível abordar a pessoa pelo LinkedIn? O objetivo é traçar alguns caminhos possíveis para concretizar o seu podcast. Aqui, estamos planejando os episódios com antecedência, garantindo que você não vai perder o controle da produção e abandonar o projeto no início. 

Conforme mencionamos, quanto mais clareza do que você deseja conquistar, melhor. Por isso também que as definições da primeira etapa são tão importantes. Você pode optar pelo bate-papo com convidados, mesa redonda ou debates. Assim como pode ir para o formato educativo ou informativo. 

Para cada tipo de formato, use esta etapa para planejar os passos que serão seguidos em cada um deles. Pode levar um tempo para fazer isso, é verdade, mas quando começar o processo de produção, você não precisará começar do zero. 

Lembre-se de manter a autenticidade e buscar originalidade nos seus episódios. Afinal, ouvir um podcast é como ouvir alguém falar com você. O público criará uma conexão com você, por isso, se expressar de forma clara e cativante é importante.  

Passo 3: Escreva o roteiro do podcast 

Agora você já tem a estrutura do seu podcast e dos seus 15 primeiros episódios. Chegou o momento de desenvolver o roteiro – que será mais fácil graças à etapa 2. O roteiro não é uma receita de bolo, você precisará entender o que funciona para você e o seu público. 

Por exemplo, alguns profissionais preferem fazer uma pesquisa sobre o tema, elaborar algumas perguntas para o convidado e fazer a entrevista. Outros fazem a entrevista e só escrevem o roteiro depois, intercalando a locução com a transcrição da fala do entrevistado. Nesse segundo caso, quando o tema é complexo, essa organização ajuda a intercalar as informações de forma lógica.

Em linhas gerais, um roteiro simples segue o seguinte raciocínio: 

  • introdução/abertura; 
  • apresentação;
  • ponte;
  • conteúdo (debate, entrevista, conversa, etc); 
  • uma chamada para ação;
  • encerramento.

Uma alternativa é começar com essa sequência básica e tentar adicionar outros elementos enquanto o roteiro é construído. Assim, você conseguirá escrever o roteiro do podcast com mais facilidade. Lembrando que o planejamento é fundamental para sua estratégia. 

Escreva o seu roteiro, leia em voz alta, treine suas falas e locuções. Isto é, não meça esforços nesse momento! Com essa preparação, a gravação e edição serão etapas muito menos trabalhosas. 

Etapa 3: Grave o podcast 

Existem duas formas principais para gravar: a presencial ou a remota. Assim, a escolha fica a seu critério. 

Na sequência, você precisa escolher o seu equipamento e programas de gravação de áudio. Apesar de ser possível começar a gravar com o microfone do seu celular, recomendamos que você invista em um microfone de qualidade quando for possível. 

Episódios de podcast com áudios ruins e ruídos dificilmente serão interessantes. Por isso, tenha cuidado com ruídos externos e mantenha a garganta sempre hidratada. Evite também outros tipos de sons e sopros durante a gravação.

Em termos de microfones de qualidade, destacamos:

  • Omnidirecional; 
  • Shotgun;
  • Condensador;
  • Ribbon; 
  • Lapela;
  • Gravador. 

Para gravar o seu episódio, por sua vez, você pode utilizar os seguintes programas: 

Aliás, dentre os listados temos opções gratuitas, pagas e de software livre. Ou seja, para todos os gostos e bolsos!

Etapa 4: Edite o Podcast

Conforme mencionamos, você precisa utilizar um programa para gravar seu episódio. Normalmente, é o mesmo programa para editar o podcast também. O programa mais utilizado para edição de podcast é o Audacity. Trata-se de um software livre gratuito com muitas funções disponíveis – desde correção de ruído até rótulos para marcar as partes do áudio. 

Contudo, para começar a edição, certifique-se de que você realizou o backup do arquivo caso precise recomeçar. Depois, lembre-se de ajustar a qualidade do áudio. Nessa etapa você irá cortar algumas partes, como sopros depois da fala e vícios de linguagem como “éer” ou “hmm”. 

Esse é também o momento de adicionar efeitos e correções importantes como:

  • Amplificação do som;
  • Redução de ruído;
  • Compressor (nivelamento dos picos altos e baixos);
  • Normalizar os picos de áudio;
  • Equalização dos sons graves e agudos. 

Conforme mencionamos também, você pode adicionar vinhetas iniciais, de transição e finais. Abaixo selecionamos alguns sites que disponibilizam músicas e efeitos gratuitamente para você adicionar aos seus episódios. Confira:

Aliás, para utilizar esses sons de fundo, recomendamos que você use o efeito Auto Duck. Assim, o volume aumenta e diminui automaticamente. Bem mais prático, não é mesmo?

Por fim, selecione a qualidade de 96KBps, que é excelente para gravar um podcast. 

Ok, terminei meu episódio de podcast! E agora? 

Agora é o momento de publicar o seu episódio de podcast! 

Caso esteja iniciando, pode começar com a ferramenta Soundcloud. Afinal, ela conta com até 3 horas de armazenamento gratuito. 

Contudo, você também pode utilizar a Anchor, uma ferramenta do Spotify que faz a distribuição automática do seu episódios para o próprio Spotify e diversas outras plataformas. Esta é uma ferramenta bastante intuitiva e, para configurar a distribuição, basta seguir os passos explicados por lá!

De fato, a popularidade desse serviço de assinatura tem crescido exponencialmente. Os podcasts foram responsáveis pelo aumento de 16% dos usuários da plataforma, totalizando  271 milhões de consumidores. Ou seja, cerca de 200% de aumento nas horas dedicadas ao consumo de áudio. O Spotify também adicionou uma nova forma de monetizar, com anúncios clicáveis. 

Lembre-se de outros agregadores de podcast, que permitem que o usuário acesse, baixe e ouça o episódio – o Anchor faz a distribuição automática para uma boa parte deles. Além do Spotify, podemos destacar os seguintes agregadores para o sistema Android:

  • Google Podcasts
  • Pocket Casts
  • Podcast & Radio Addict
  • Stitcher Radio
  • Podcast Republic

Os agregadores para o sistema iOS, por sua vez, são:

  • Podcast (nativo)
  • Overcast
  • WeCast
  • Stitcher Radio

Não se esqueça da pós-produção 

De nada adianta criar e publicar o podcast e não ter audiência, não é mesmo? É para isso que serve a divulgação do podcast. Sendo assim, aposte na criação de um blog, perfis em redes sociais e até mesmo em uma newsletter. 

Para garantir melhores resultados, você deve criar uma estratégia de Marketing de Conteúdo e também de SEO. Logo, precisará não só definir a persona, mas também elencar suas palavras-chave, temas para post, calendário editorial, seleção de imagens para as mídias sociais, etc. 

Uma ótima aposta é o LinkedIn. Por meio dele, ofereça insights, compartilhe seus conteúdos e conecte-se com pessoas-chave do seu segmento. Ao criar autoridade multiplataforma você aumentará seu alcance, e consequentemente, a audiência do seu podcast. 

Ao final, você deve analisar os resultados do seu podcast. Ou seja, acompanhe suas métricas, tais como: média de download por episódio, pico de downloads, quantidade e qualidade das suas interações nas redes sociais, percepção de mercado, compartilhamento de conteúdo e marcação nas redes. 

Esses números te ajudarão a perceber as oportunidades de melhoria e ajustes necessários para criar um podcast de qualidade e que irá alavancar sua carreira como produtor de conteúdo.

Se você quer aprender ainda mais sobre como inserir os podcasts na sua estratégia, conheça o Over The Cast, o Podcast da Netshow.me! Por lá você vai acompanhar conversas com líderes de empresas que estão mudando a realidade do mundo dos negócios. 

banner-ott

Escrito por Gabriele Gonçalo