Educação

Plano de aula para EAD: passo a passo para montar seu planejamento

O plano de aula é uma ferramentas essencial para o professor. Seja para o ensino presencia ou EAD, veja como inserir essa metodologia nas suas aulas.

Escrito por Netshow.me em 24 ago 2021 | Atualizado em 31 ago 2021

13 minutos de leitura

wayhomestudio - www.freepik.com

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

O planejamento é uma etapa essencial de qualquer trabalho. Este é o momento em que você se organiza e pensa com calma sobre os melhores caminhos para realizar uma tarefa. No caso dos professores, não é diferente. Uma das principais ferramentas para os profissionais de educação nesta etapa é o plano de aulas.

Em cursos presenciais, este plano auxilia o professor a ter mais preparo sobre o que irá falar em sala e a conduzir todas as atividades com segurança. E em cursos online, que podem ser gravados e editados, esta organização é igualmente necessária.

Cursos EAD, sigla para educação a distância, também precisam de planejamento e organização prévias. Esta estrutura inicial é essencial para a construção do conteúdo do curso e das aulas, além de reduzir a chance de erros durante as gravações.

Veja o que é, de fato, o plano de aula, como construí-lo e o que você vai precisar para isso. 

O que é plano de aula

O plano de aula é o documento de auxílio ao trabalho do professor, em que são registradas as informações necessárias para a condução de uma aula e/ou atividade. No plano, estão detalhados o tema, o objetivo, a estrutura, o conteúdo, os materiais de pesquisa e os meios de avaliação para cada temática que será abordada por ele. 

Como ferramenta essencial para o planejamento das atividades que serão realizadas, ele garante a orientação do professor durante o processo de ensino. A partir dessa organização, o conteúdo que será compartilhado com os alunos segue o tempo previsto e uma sequência lógica de atividades.

Vale ressaltar que, quando se fala em aula, não significa necessariamente um único dia de ensino. A aula pode se referir a um conteúdo de maneira ampla, que será ministrado em partes ao longo de um curso ou no decorrer do semestre letivo. Em um curso de inglês, por exemplo, um plano de aula sobre verbos irregulares definitivamente envolverá mais de um dia de atividades.

A importância do plano de aula

Quando nos preparamos, a chance de entregar um trabalho bem feito e de qualidade aumenta consideravelmente. O treino e a preparação são fundamentais em diversos aspectos da nossa vida. Ensinar algo a alguém é uma tarefa muito importante, e para fazer isso da melhor maneira possível, a organização é fundamental – seja na modalidade do ensino presencial ou online. 

Uma outra vantagem proporcionada pela elaboração de um plano de aula é a reflexão que deverá ser feita pelo professor para decidir como estruturar cada atividade. Para definir o que será abordado, será preciso pensar a respeito da melhor metodologia a ser usada, pesquisar o conteúdo a fundo e avaliar o que faz sentido para o perfil de seu curso e dos estudantes. Ou seja, também é um momento para o professor aprender, se atualizar e pensar nos melhores caminhos para contribuir com a aprendizagem dos alunos.

Ter todas essas informações registradas ainda oferece um grande suporte para a criação de novos cursos. Ao revisitar os planos de aula em outro momento, você poderá entender o que funcionou e o que pode ser aprimorado. Na modalidade online, é possível obter relatórios de performance e traçar uma comparação em cada aula. Esses documentos e dados podem ser usados como base para elaborar novas aulas.

Plano de aula - planejamento

Como fazer um bom plano de aula?

Existem muitas possibilidades para a elaboração de um plano de aula, já que não há um modelo específico a ser seguido. A ideia é justamente ter uma organização do que você fará quando chegar o momento de falar com seus alunos. A preparação de um bom material garante que o conteúdo a ser abordado terá a profundidade e a clareza esperada por quem irá assistir a sua aula. 

Existem  diferenças importantes entre o conteúdo pensado para aulas presenciais ou ao vivo, e para aulas gravadas. Essas diferenças serão abordadas no tópico seguinte. Contudo, existem alguns elementos básicos que são compartilhados por todas as modalidades de aula e podem ser um bom ponto de partida para a elaboração plano de aulas: 

Defina o público-alvo

O primeiro passo para a elaboração de um plano de aula é a compreensão do público-alvo, ou seja, dos alunos. Qual é o perfil das pessoas que realizam seu curso? Quais conhecimentos elas já têm como base? O que precisam saber neste momento de sua aprendizagem? As respostas para essas perguntas podem ser obtidas estudando os seus concorrentes ou por meio de pesquisa para alunos que você já possui. 

Se você tiver turmas com perfis diferentes, será preciso adaptar o plano de aula para cada uma. Afinal, se o objetivo da aula é que as pessoas aprendam algo, ela precisa ser pensada de acordo com o perfil de aprendizagem, o contexto e as necessidades da sua turma.

Com o perfil dos alunos definido, será possível dar andamento ao plano de aula pensado para eles. 

Estruture um tema e um objetivo

Estes dois tópicos são simples de responder. Sobre o que é sua aula? E o que você espera que os alunos alcancem ao final dela? Os objetivos podem estar tanto relacionados ao conhecimento quanto ao desenvolvimento de habilidades e mudanças de comportamentos ou atitudes.

Defina o conteúdo a ser abordado

Aqui você explicará o conteúdo que será compartilhado com os alunos. Quais serão os assuntos abordados? Qual o nível de aprofundamento? Quais habilidades e comportamentos você pretende trabalhar ou desenvolver durante essas aulas? Este é o momento de pesquisar muito e selecionar o que será usado em seu curso.

Já pense neste registro em uma ordem que faça sentido para suas aulas. Isso facilita a elaboração dos próximos tópicos.

Desenvolva um cronograma

Agora você precisa detalhar como planeja conduzir as atividades. Você pode ter planejado momentos de aula expositiva, debate, pesquisa, atividades em grupo. Mas quando cada uma dessas coisas irá acontecer? 

Registre a sequência de atividades pensada, como o conteúdo será inserido em cada uma e quanto tempo você precisa para cada etapa da aula. Elaborar essa estrutura em formato de cronograma, com datas na sequência correta, pode facilitar a visualização do material como um todo e, também, ajudar em uma consulta no futuro. 

Determine o material necessário

Quais recursos serão necessários para a realização da aula? Você precisa de um software específico, vídeos, áudios, equipamentos de gravação ou, no caso de cursos presenciais, de um projetor, itens de papelaria, computadores para os alunos ou qualquer outro tipo de material? Este é o tópico para você listar os recursos e se planejar para adquirir o que for necessário.

Tenha fontes bibliográficas

Inclua as principais fontes de pesquisa que você consultou para planejar o conteúdo. Este tópico pode servir de referência se precisar relembrar de alguma informação ou consultar as mesmas fontes para planejar outras aulas.

Planeje formas de avaliação

A mensuração da aprendizagem dos alunos é uma etapa importante do seu plano de aula. Aqui é o momento de entender o que foi aprendido e o que ainda precisa de revisão e mais estudos. Essa verificação pode te ajudar a melhorar os processos das próximas aulas. 

A avaliação não necessariamente significa uma prova ou atividade que envolva a atribuição de uma nota. Ela pode ser feita, por exemplo, a partir da reflexão dos resultados obtidos naquela aula. 

No planejamento, descreva como pretende fazer essa avaliação – e lembre-se que isso pode mudar, caso você ache necessário. Depois da atividade feita, comente o que deu certo e o que poderia ser melhor, observações sobre o seu papel e o dos alunos durante o processo e se, de fato, os objetivos foram alcançados.

A avaliação é muito importante para que você aprimore suas aulas e busque metodologias que realmente tenham impacto na aprendizagem dos alunos.

Como elaborar um plano para aulas online? 

Cada modalidade possui suas particularidades. No curso presencial, o plano de aulas pode prever o uso de ferramentas com a turma ou pedir que os alunos levem alguma coisa. Na modalidade online, é possível mostrar objetos pela câmera ou utilizar uma ferramenta online específica. 

Pensando nessas diferenças, existem algumas questões que devem ser consideradas no planejamento de um curso online ou aulas EAD: 

banner-ott

Defina os formatos dos conteúdos

Assim como uma aula presencial pode envolver vários tipos de dinâmica, a aula online pode apresentar o conteúdo em diversos formatos: vídeos, textos, imagens, áudio e muito mais. Pense em como cada formato pode contribuir para a aprendizagem dos alunos e planeje como você irá utilizá-los.

Mesmo se a sua intenção for apenas gravar videoaulas, você pode disponibilizar materiais de apoio em outros formatos para que os alunos complementem o estudo. Cada pessoa tem mais facilidade para aprender com um certo tipo de formato. 

Então, quanto mais opções você conseguir oferecer, melhor. Optar por uma ferramenta que seja capaz de hospedar todos esses formatos em um só lugar pode ajudar muito na retenção dos alunos na sua página e no processo de aprendizagem. 

➡️ Com a Netshow.me OTT você pode hospedar todos os formatos de conteúdo em um único lugar, que será proprietário e com a sua identidade visual. Saiba mais sobre a solução!

Escolha o melhor modelo do curso

O curso será ao vivo, com todos os alunos assistindo em tempo real? Ou gravado, dando aos alunos autonomia para realizar nos horários e ritmo que quiserem? É possível unir os dois modelos? O seu planejamento pode ser utilizado nas duas modalidades?

Para definir essas questões, é importante estudar o seu público alvo e entender qual formato eles preferem. Essa análise pode vir tanto do comportamento dos concorrentes, quanto perguntando e conversando com seus alunos. Outra forma de verificar isso é por meio de tentativas e análise de relatórios de engajamento e audiência. 

Organize as aulas

Anteriormente, falamos da construção de um cronograma para o plano de aula. No caso dos cursos online, o tempo de duração de cada aula deve ser adaptado para a realidade de quem assiste às suas aulas. Dificilmente alguém irá se interessar por 5 horas ininterruptas de videoaulas – especialmente na modalidade remota, em que existem tantas distrações por perto. 

Dividir a aula em módulos ou capítulos torna o seu curso mais atrativo e facilita a compreensão dos alunos. Essa organização inclusive ajuda a montar o plano de aula. Descreva quais materiais farão parte de cada módulo e se eles seguirão uma sequência ou podem ser consumidos em qualquer ordem.

Proporcione momentos de interação

Quem pensa que cursos online são apenas alunos assistindo passivamente às aulas, está enganado. Cursos a distância também podem proporcionar momentos de interação, seja com fóruns, ferramentas de chat, transmissões ao vivo e outros recursos. 

Se você quiser promover a interação entre os estudantes, também pode planejar estes momentos no plano de aula. Essa interação deixa os alunos mais motivados e engajados com o conteúdo. 

Do plano de aula à prática: tenha sua plataforma própria de cursos online

Com os planos de aula feitos e os cursos devidamente gravados, falta um detalhe muito importante: onde você irá disponibilizá-los? Há diversas alternativas para criar um site de cursos, como você pode conferir neste material. 

Uma delas é ter sua própria plataforma personalizada de cursos, com todos os seus conteúdos e formatos unidos em um só local. Isso, claro, com a possibilidade de personalizar a página como quiser, mantendo a sua própria identidade visual e aplicando ferramentas de monetização. 

A plataforma Netshow.me OTT possibilita tudo isso. Ela suporta diferentes formatos de arquivo, conta com sistema de pagamento integrado e relatórios de audiência. Além disso, é de fácil usabilidade tanto para os administradores quanto para os alunos.

Você ainda pode criar planos de cobrança com diferentes níveis de acesso. Dessa forma, é possível direcionar um grupo de alunos para cursos de nível básico, por exemplo, outros para cursos de nível intermediário e assim por diante.

Se quiser saber como criar sua plataforma de cursos online com o Netshow.me OTT, fale com um de nossos especialistas.

Escrito por Netshow.me

Este artigo foi produzido pela equipe de especialistas da Netshow.me. Oferecemos serviços para gerenciamento, distribuição e monetização de vídeos e conteúdos online. Produzimos conteúdos com o objetivo de fazer com que você também se torne um especialista.