Produção de Conteúdos

O que é Clubhouse? Tudo o que você precisa saber sobre a rede social de áudios

Mais uma rede social? Saiba o que é Clubhouse, como usar e por que a plataforma é eficiente para criar uma comunidade – e, é claro, como ganhar dinheiro nela.

Escrito por Gabriele Gonçalo em 11 fev 2021 | Atualizado em 11 ago 2021

12 minutos de leitura

Netshow.me / Unsplash.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

Se você acompanha as tendências do meio digital, certamente ouviu falar sobre o Clubhouse. Lançada em abril de 2020, a rede social de áudios está em franca ascensão e se tornou o assunto da vez. 

Não à toa, o Clubhouse aumentou sua base de usuários em dez vezes no período de dois meses. Hoje, são mais de 6 milhões de usuários na plataforma – entre eles celebridades como Oprah Winfrey, Elon Musk e Kanye West.

Segundo estudo da Backlinko, a rede social já atingiu o valor de mercado de US$ 1 bilhão. Tudo indica que estas cifras aumentarão e o Clubhouse se consolidará como uma importante ferramenta de conteúdo digital no mercado.

Mas vale a pena entrar em mais uma rede social? Neste artigo, você saberá o que é o Clubhouse e como ele funciona. Além disso, compartilhamos algumas dicas para você usá-lo e até como ganhar dinheiro com o Clubhouse. Vamos nessa?

O que é Clubhouse?

Como mencionado anteriormente, o Clubhouse é uma rede social onde os usuários se comunicam somente por áudio. Desta forma, a interação se assemelha a um podcast ao vivo e aos tradicionais paineis de debate.

Sem métricas de vaidade como comentários e curtidas, o Clubhouse foca nos conteúdos debatidos em cada sala. Diferentemente de plataformas como Twitch e YouTube, o material não é disponibilizado após o encerramento.

E se alguém usar um aplicativo de gravação de tela para gravar algum conteúdo? É possível, mas todos os participantes precisam autorizar – caso contrário, o usuário pode até ser penalizado pela plataforma.

Ou seja: o Clubhouse é uma rede social que usa o conteúdo exclusivo para criar uma comunidade engajada. Mas para que fim usar a plataforma? Você decide. Pode ser para entretenimento ou até fins profissionais, networking e até vendas.

Como entrar no Clubhouse?

Está sentindo o famoso FoMo (Fear of Missing Out) e não quer perder esta novidade? Por enquanto, o aplicativo está disponível somente para iOS. Como o objetivo é ter uma rede social funcionando perfeitamente antes de liberá-la para todos, o Clubhouse chegará para Android somente no meio do ano.

Possui um dispositivo compatível? Baixe o aplicativo, inicie e clique em Get Your Username e preencha o formulário com seu celular, nome e nome de usuário desejado. Mas isso não significa que você já poderá usar o Clubhouse – para isso, é necessário ficar na fila de espera até receber um convite.

Está se perguntando como conseguir um convite para o Clubhouse? Cada usuário pode convidar duas pessoas para a comunidade – ou até mais, dependendo do engajamento deste membro na comunidade.

Além disso, quem já está no Clubhouse pode autorizar o acesso de pessoas da fila de espera sem gastar convites. Isso se aplica a pessoas da sua lista de contatos e até desconhecidos. Ou seja: é só se cadastrar e aguadar para se juntar ao clube.

Como funciona o Clubhouse?

Recebeu seu convite para aderir à tendência? Para você aproveitar ao máximo todas as possibilidades de troca de conhecimento, é importante entender a fundo como funciona o Clubhouse. Confira os principais pontos:

Como configurar perfil no Clubhouse?

Antes de qualquer coisa, é necessário configurar o seu perfil no Clubhouse. Ao entrar na rede social, você precisará preencher quais os seus interesses entre uma vasta gama de tópicos.

Depois, você precisará edirtar o seu perfil para torná-lo atrativo – com foto, descrição e até redes sociais como Twitter e Instagram.

Pretende colocar algum link? Não é possível torná-lo clicável, portanto priorize endereços que sejam fáceis de serem digitados no navegador.

Quer fazer isso depois? Na linha do tempo, clique no ícone de foto no canto superior direito

Como encontrar usuários no Clubhouse?

Como toda rede social, é necessário encontrar usuários para interagir. Quando você entra no Clubhouse, a plataforma já indica pessoas para seguir. Além disso, você pode procurar membros ao clicar no ícone de lupa na timeline.

Como encontrar uma sala no Clubhouse?

Quer entrar numa sala? Na timeline já é possível ver quais salas estão com debates ao vivo – baseadas nos tópicos de seu interesse e com horários, palestrantes, participantes que você segue e número de integrantes.

Além disso, é possível clicar no ícone de lupa para procurar salas. Quer ver o calendário de salas agendadas? Clique no ícone de calendário.

Como criar uma sala no Clubhouse?

Não quer se juntar a uma conversa em andamento? Então clique em start a room para criar uma nova sala. Aqui, é possível agendar o debate e convidar participantes.

O Clubhouse possui mais de uma configuração de conversa que podem ser usadas e alteradas. Confira os quatro tipos:

  • Salas de Boas Vindas: Quando alguém que você conhece se junta à rede social, é possível criar uma sala para apresentar a pessoa ao aplicativo. É possível ter mais dois ou três usuários e este tipo de sala pode ser aberta ou fechada;
  • Salas Abertas (Open): Como o nome diz, estas salas são abertas para qualquer usuário do aplicativo participar;
  • Salas Sociais (Social): Já este tipo de sala é aberto somente para as pessoas que você segue no Clubhouse. Vale ressaltar que os seguidores dos moderadores também podem entrar na sala;
  • Salas Fechadas (Closed): Quer ter uma conversa mais resrervada? Este tipo de sala só permite a entrada de pessoas que você convidar.

Como é a interação no Clubhouse?

Como mencionado anteriormente, o Clubhouse é uma rede social onde as pessoas se comunicam somente por áudio. Durante as conversas, não existe nenhum botão que permite enviar reações ou aplaudir. Uma solução criativa encontrada por muitos é desligar o microfone seguidamente para simular aplausos.

E não é aí que a criatividade para de atuar. Como não existe um sistema de mensagens privadas, muitos usuários optam por disponibilizar os perfis de outras redes sociais nos para outros usuários entrarem em contato por lá.

Quais as funções de usuário no Clubhouse?

Para manter os debates nas salas organizados, existem três funções de usuário nas salas do Clubhouse. São as seguintes:

  • Ouvinte: Entrou numa sala onde a conversa já está acontecendo? Você entrará como ouvinte e poderá acompanhar o debate. Caso queira falar, é possível levantar a mão e pedir autorização para falar;
  • Moderador: Nesta função, você será responsável pelo andamanto da sala – seja adicionando, removendo e silenciando participantes ao clicar nas fotos de cada. Além disso, o moderador participa do debate;
  • Apresentadores, Oradores e Palestrantes: Quando o moderador escolhe um participante para falar, o usuário assume esta função. A diferença é que esta pessoa poderá discursar, mas não tem permissão de moderar a sala.

Como criar um clube no Clubhouse?

Como a ótima plataforma para criar comunidades que é, o Clubhouse também permite a criação de clubes. Mas pra que eles servem? Em resumo, é um grupo que engloba diversas salas referentes a um tema – por exemplo, um clube de Empreendedorismo Digital com diversas salas sobre maneiras de monetizar conteúdo.

Para isso, você precisará preencher o formulário no próprio app ou aqui e esperar cerca de três semanas para a criação do seu clube.

banner-flow

Como ganhar dinheiro no Clubhouse?

Para concluir este artigo, responderemos a pergunta que surgiu na mente de muitas pessoas: dá pra ganhar dinheiro no Clubhouse? Como todas as redes sociais, depende. Como assim?

Por enquanto, o Clubhouse não paga criadores de conteúdo diretamente. A plataforma pretende mudar isso em breve e já anunciou em comunicado que fará testes para os usuários serem pagos através de gorjetas, ingressos e planos de assinatura.

Até lá, existem outras maneiras para ganhar dinheiro com o Clubhouse – e não estamos falando de vender convites, prática condenada pela plataforma e passível de punição. A seguir, listamos algumas ideias para você monetizar o Clubhouse:

1. Mentorias

Como o Clubhouse é uma plataforma bastante utilizada para fins profissionais, é possível usá-lo para dar mentorias. Nelas, você usa a sua experiência profissional para guiar seus alunos.

Para isso, o processo de pagamento pela experiência deve ser feito fora da rede social. Você pode captar alunos na própria plataforma ou direcionar pessoas de fora. Só não esqueça de usar salas privadas.

2. Masterclass

Pegando o gancho da possibilidade anterior, é possível usar o Clubhouse para dar uma Masterclass. Ou seja, aulas de alto nível ministrados por profissionais referência de um nicho.

Neste caso, é imprescindível saber adaptar o conteúdo para o formato em áudio. Caso seu nicho de atuação necessite de explicações mais visuais, priorize vídeo – seja gravado ou transmissão ao vivo.

3. Venda de produtos

Sabia que dá para vender produtos no Clubhouse? Apesar de não haver um marketplace na rede social, é possível utilizá-la como uma plataforma de divulgação eficiente e ganhar dinheiro.

Você pode criar salas onde você falará sobre um assunto relacionado ao produto que pretende vender – pode ser seu próprio negócio ou até de um Programa de Afiliados. Esta estratégia de vendas é semelhante à usada em webinars.

Além disso, é possível disponibilizar um link no seu perfil e direcionar os usuários ao seu site ou loja. Como o Clubhouse não possui links clicáveis, é recomendado ter um endereço fácil para o usuário digitar – caso necessário, use um encurtador de link

4. Eventos inovadores

Para completar a lista, você pode usar o Clubhouse na sua estratégia de evento online. Como é cada vez mais importante engajar seu público desde o momento em que estas pessoas descobrem o seu evento, a plataforma abre um leque de opções interessante.

Independentemente de qual tipo de eventos online você organizar, usar salas no Clubhouse pode funcionar principalemente para networking e realizar palestras ou paineis. O importante é saber quais características do aplicativo podem impulsionar o seu evento.

Banner-livecompleto

Escrito por Gabriele Gonçalo