Dicas e Tutoriais

Como criar os infoprodutos mais vendidos e faturar acima dos 7 dígitos?

Descubra como criar os infoprodutos mais vendidos e atingir o faturamento de 7 dígitos por ano com produtos digitais.

Escrito por Gabriele Gonçalo em 17 jul 2020 | Atualizado em 11 ago 2021

15 minutos de leitura

Freepik

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

Quando o assunto é ganhar dinheiro online, o mercado de produtos digitais se mostra uma solução cada vez mais adotada. Apesar de se tratar de um setor concorrido, criar os infoprodutos mais vendidos e atingir o faturamento de 7 dígitos por ano é um objetivo possível.

Você é um infoprodutor e quer saber quais os tipos de produtos digitais com maior potencial de lucro? Neste artigo, falaremos sobre isso e quais os principais nichos que você pode explorar. Além disso, compartilharemos dicas valiosas para elevar o seu faturamento com infoprodutos até a estratosfera. Vamos nessa?

Quais são os infoprodutos mais vendidos?

Por definição, infoprodutos são produtos distribuídos através da internet e que utilizam exclusivamente o formato digital. Definição ampla, não é mesmo? Existem muitos tipos que podem ser monetizados.

Como escolher o formato adequado para o seu negócio? A seguir, separamos os infoprodutos mais vendidos no mercado brasileiro para te ajudar a decidir. Confira:

1. Cursos online

Com o crescimento do uso da tecnologia na educação, o Ensino à Distância (EAD) cresceu exponencialmente no Brasil e permitiu que os cursos online chegassem ao pódio de infoprodutos mais procurados na internet. Trata-se de uma solução com custo benefício melhor do que o modelo presencial e maior comodidade ao aluno.

Para criar um curso digital, é possível mesclar formatos de conteúdos para tornar o seu curso ainda mais didático. Alternativas como diversos módulos através do microlearning, utilizar recursos de jogos via gamificação e o uso de transmissões ao vivo podem tornar suas aulas mais interessantes – neste artigo, falamos mais sobre.

E onde você pode disponibilizar este tipo de produto digital? Existem plataformas de cursos online como Udemy, Allura e Hotmart que são de fácil uso. Além disso, você pode investir num LMS (Learning Management System) ou aderir à tendência Over The Top caso deseje soluções mais avançadas.

2. E-books

Foi-se o tempo os o formato físico era a única maneira de se lançar um livro. Com a difusão de dispositivos móveis como tablets, celulares e leitores de livros digitais, os e-books se tornaram uma alternativa ainda mais viável.

Além de poderem ser acessados em qualquer dispositivo, os livros digitais possuem custos menores. Não é necessário pensar em gastos com impressão e distribuição, o que torna este formato lucrativo.

Para criar um e-book, você precisará produzir o conteúdo e utilizar um software de diagramação para fazer a identidade visual. Após concluir a produção, é possível exportar o material para PDF.

Caso você queira disponibilizar seu e-book com as extensões suportadas pelos principais e-readers do mercado, é possível usar ferramentas de conversão gratuitas como To Epub e Convertio – EPUB, MOBI e AZW2 e FB2 são as mais comuns.

E onde disponibilizar seu livro digital? Existem alguns sites para vender e-books como Amazon, Clube de Autores, Eduzz e Hotmart.

3. Clubes de assinatura

Concluindo a lista de infoprodutos mais rentáveis, vale apontar para uma tendência que movimenta mais de R$ 1 bilhão Brasil: os clubes de assinatura. Este modelo de negócios é baseado na receita recorrente e é bem viável financeiramente.

Como funciona? Você oferece conteúdos digitais exclusivos para os assinantes da sua área de membros em troca de uma mensalidade. Quais formatos? Pode ser e-book, podcast ou até vídeo. Precisa fazer sentido para o seu público.

Apesar de ser um modelo de negócios altamente lucrativo, você precisa de uma frequência de publicação de conteúdos e estratégias para manter o usuário engajado na plataforma. Uma dica valiosa é saber utilizar plataformas com conteúdos gratuitos para atrair potenciais assinantes.

Você pode fazê-lo em ferramentas de financiamento coletivo como Catarse e Apoia.se e até aplicativos de pagamentos como PicPay. Caso deseje gerenciar, distribuir e monetizar conteúdos na sua própria plataforma, você pode usar opções como a Netshow.me OTT.

Banner-livecompleto

Quais os principais nichos de infoprodutos?

Além de serem amplos no que diz respeito aos formatos que podem ser utilizados, os infoprodutos também podem abordar uma vasta gama de segmentos. Não há restrição de áreas a serem exploradas para quem quer ganhar dinheiro com produtos digitais. 

A seguir, fizemos um levantamento dos nichos de infoprodutos mais vendidos no Brasil e com maior potencial de lucro. Confira:

1. Negócios e carreira 

Entre os nichos de produtos digitais campeões de venda está o de negócios e carreira. Como o mercado de trabalho está em constante evolução, é necessário buscar novos conhecimentos para se manter atualizado.

Assim, os infoprodutos deste nicho podem abordar técnicas de produtividade e networking, além de investimentos e gestão financeira. Também é possível produzir conteúdos focados em carreiras específicas, como direito, marketing e até vendas.

2. Relacionamentos

Quando falamos de possíveis nichos de infoprodutos, o de relacionamentos se mostra uma opção que pode render boas vendas. Trata-se de um tipo rentável e por ter um grande nível de procura.

E quando falamos de relações humanas, não se trata somente de relacionamentos amorosos. Materiais sobre como estabelecer laços com amigos, parentes e até como lidar com mudanças na família são algumas das opções deste nicho de infoproduto.

3. Desenvolvimento pessoal

Pode parecer um nicho semelhante aos anteriores, mas é algo diferente. Os infoprodutos de desenvolvimento pessoal ajudam seu consumidor a desenvolver habilidades para utilizar em outros setores da vida e possuem grande potencial de monetização.

Assim, você pode produzir produtos que falem sobre como seu cliente pode adquirir novos conhecimentos, desenvolver habilidades pessoais e aumentar a qualidade de vida.

4. Bem-estar e saúde

E como o assunto é nichos os mais atrativos para criar infoprodutos lucrativos, você não pode deixar de olhar para a editoria de bem-estar e saúde. São assuntos cada vez mais discutidos e possuem potencial de gerar produtos bem rentáveis.

Além de falar sobre práticas de meditação e rotinas de exercícios físicos, outros assuntos que podem ser abordados são dicas de dietas e receitas saudáveis. Existem muitas pautas possíveis, não é?

5. Educação

Para concluir a lista de principais infoprodutos, vale ressaltar o crescimento do segmento de educação. Como a internet democratizou o conhecimento e aqueceu o mercado de educação digital, as habilidades de candidatos passaram a ser mais valorizadas do que seu diploma – e isso é ótimo!

Desta forma, você pode produzir infoprodutos voltados a provas como vestibulares e concursos públicos, além do ensino de idiomas estrangeiros e até instrumentos musicais. Estes são só alguns dos possíveis tópicos que seus produtos digitais focados na área de educação.

Como criar os infoprodutos mais vendidos?

Você provavelmente deve estar pensando sobre como iniciar uma estratégia de infoprodutos, não é mesmo? Existem algumas etapas importantes a serem seguidas para se destacar com produtos digitais e ganhar dinheiro com isso.

E como o objetivo é otimizar as suas vendas ao máximo, separamos algumas dicas valiosas para você criar os infoprodutos mais vendidos e ultrapassar os 7 dígitos por ano. Confira a seguir:

1. Faça uma análise de mercado

Quando falamos de produtos digitais, é importante sempre ter em mente o quão competitivo este setor é. Assim, você precisa fazer uma análise de mercado profunda para saber como destacar o seu infoproduto.

Para isso, você deve procurar os infoprodutos que são referência no nicho. Como? Além de pesquisar a palavra-chave no Google, uma dica é também fazê-lo numa plataforma de cursos online.

Desta forma, será possível captar insights importantes sobre seus futuros concorrentes e calibrar a sua estratégia de infoproduto. Se atente aos seguintes fatores:

  • Proposta de valor: o benefício que este produto ou serviço promete ao cliente que consumi-lo;
  • Opiniões de clientes: o que os clientes deste produto digital dizem sobre ele;
  • Preço: o valor cobrado pelo infoproduto.

Ao analisar estes três pontos da concorrência, você poderá formular a sua proposta única de valor. Ou seja, uma definição clara do benefício que só o seu produto oferecerá ao cliente e como ele se diferencia da concorrência.

2. Conheça a sua persona

Não adianta focar somente na análise da concorrência e esquecer de conhecer bem a sua persona. Afinal de contas, saber quais as dores e necessidades deste potencial cliente é um ponto-chave o sucesso do seu infoproduto.

Segundo Stu McLaren, especialista na construção de áreas de membros com receita recorrente, é necessário focar nas características comuns destas pessoas – principalmente problemas e preocupações.

Também vale a pena entender quais habilidades esta persona quer desenvolver e hábitos a serem adquiridos por ela. Além disso, deve-se ficar de olho nos lugares em que estes potenciais clientes consomem conteúdo.

Conhecer a sua persona permitirá que você faça um infoproduto mais adequado às necessidades deste potencial cliente. Ao saber como e onde disponibilizar seu produto, será possível ter uma estratégia mais efetiva para atingir os 7 dígitos.

3. Faça uso do copywriting 

E como o foco aqui é impulsionar as vendas do seu infoproduto, você não pode esquecer da importância do copywriting. Como definir esta técnica? Trata-se de uma escrita persuasiva tão poderosa e eficiente que todos tentarão copiar.

Não é fácil se tornar um copywriter e isso exige muito estudo. Apesar da dificuldade, você deve direcionar os seus esforços para dominar a técnica. Uma boa copy colocará o seu infoproduto anos-luz à frente da concorrência e é um fator importante para te ajudar a ultrapassar os 7 dígitos.

E qual o segredo do copywriting? Deve-se conhecer bem a sua persona e a proposta única de valor do seu infoproduto para conseguir conectá-la à dor ou necessidade do potencial cliente. Assim, será possível escolher o tom adequado e quais gatilhos mentais mais efetivos para influenciar a tomada de decisão do cliente a seu favor.

Outros recursos úteis para fazer uma copy matadora é o uso de verbos no imperativo, o bom e velho storytelling e o números e dados que comprovem os benefícios da sua oferta. 

4. Planeje a estratégia de lançamento

Outro ponto crucial é definir qual estratégia de lançamento de infoproduto utilizar. Por quê? Este período é crucial para garantir o sucesso do seu produto digital, potencializando vendas e diminuindo riscos.

Entre as possíveis metodologias que você pode utilizar, vale ressaltar a Fórmula de Lançamento. Trata-se de um conjunto de seis estratégias que podem ser utilizadas de acordo com o objetivo do seu infoproduto.

Por exemplo, é possível utilizar o lançamento semente para estabelecer um relacionamento com seus potenciais clientes e captar insights úteis sobre a viabilidade da sua ideia. Assim, é possível validar o seu infoproduto e adaptá-lo para obter melhores resultados.

Lembre-se: a estratégia de lançamento do seu infoproduto deve ser traçada pensando em como atingir seu potencial cliente de maneira mais eficaz.

5. Tenha uma esteira de produtos

Para concluir as dicas que ajudarão você criar infoprodutos com vendas de 7 dígitos, é importante ter uma esteira de produtos digitais bem definida. Como assim? Crie produtos digitais com preços acessíveis e outros de valores mais elevados. Esta técnica utiliza pode ser desmembrada em três tipos de materiais:

  • Front-End: são os produtos de entrada, usados para o cliente conhecer o valor da sua marca. Por isso, possuem um ticket médio baixo;
  • Back-End: podem ser definidos como produtos de lançamento, destinados a pessoas que já possuem relacionamento com a sua marca e, portanto, estão mais propensas a pagarem mais pelo seu infoproduto;
  • High-End: estes são produtos e serviços de valor mais elevado. Aqui, seu cliente já terá um nível de engajamento maior com sua marca e estará disposto a gastar mais.

Por que a esteira de produtos é importante? Ao utilizá-la, você criará um relacionamento com seu cliente e o engajará em torno da sua marca. Assim, será possível fidelizá-lo e conduzi-lo no seu catálogo até os infoprodutos de ticket médio elevado.

Desta forma, será mais fácil ultrapassar os 7 dígitos e figurar nas listas de produtos digitais campeões de vendas. Com este guia, você conseguirá ganhar dinheiro com infoprodutos de maneira ainda mais eficiente.

Escrito por Gabriele Gonçalo