Dicas e Tutoriais

Editor de vídeos: conheça programas e apps para todos os gostos

Selecionamos os melhores softwares e aplicativos tanto para quem busca um editor de vídeos profissional quanto para iniciantes.

Escrito por Netshow.me em 07 jan 2019 | Atualizado em 11 ago 2021

11 minutos de leitura

Netshow.me

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

Gravar um vídeo pode estar na ponta dos nossos dedos. Basta apertar um botão no smartphone e começar a gravar. Mas e se você quiser um resultado mais elaborado, com cortes de cenas e inserções de outros elementos? Neste caso, será necessário apertar mais que um botãozinho. Você precisará utilizar um editor de vídeos.

Se há algum tempo era difícil encontrar um programa de edição de vídeos simples e gratuito, hoje já existem opções para todos os gostos. Você pode comprar um software profissional, utilizar um editor de vídeos gratuito na web ou até mesmo baixar um app em seu smartphone.

Cada um tem suas funcionalidades e atende um público específico. Pode ser para profissionais de edição de vídeo, iniciantes ou para quem quer fazer algo rápido para postar em suas redes sociais. Seja qual for o seu perfil, selecionamos os principais editores de vídeo pagos e gratuitos do mercado para te ajudar nessa escolha.

Mas, antes, é importante esclarecermos uma coisa que confunde muita gente: o que exatamente envolve a edição de vídeos?

Banner-livecompleto

O trabalho do editor de vídeos

De forma resumida, o trabalho de um editor de vídeos envolve a seleção, corte e montagem de imagens e áudios para a produção de um vídeo. Apesar do cenário frequente de acúmulo de funções, não é papel do editor produzir animações, gráficos, vinhetas, efeitos especiais, entre outros recursos.

Este profissional reúne todas as imagens, áudios, efeitos, legendas e o que mais for inserido no vídeo para organizá-los de uma forma que seja coerente com o roteiro criado. Quais cortes serão necessários em cada cena? Por quanto tempo uma cena será exibida na tela? Qual enquadramento fica melhor para o que esta cena propõe? Estas e outras decisões são tomadas pelo editor e fazem toda a diferença no resultado que vemos nas telinhas e telonas.

Para realizar este trabalho, o editor utiliza um software que permite inserir e manipular todos os elementos, além de realizar correções de cor, aprimoramento de áudio e outros ajustes necessários. Mas, se considerarmos a história do vídeo, pode-se dizer que o uso dessa ferramenta começou só recentemente.

Edição de vídeo: um pouco de história

A empresa pioneira em softwares de edição de vídeo foi a Avid, que lançou seu primeiro produto em 1989. E o primeiro longa-metragem editado digitalmente foi lançado em 1992, chamado “Let’s kill all the lawyers”, de Ron Senkowski. Mas a edição digital só começou a se popularizar na metade da década de 1990. Até então, todo esse processo era analógico, conhecido como edição linear.

As primeiras edições de vídeo eram feitas manualmente, na raça. Grandes cineastas como George Méliès e Edwin S. Porter cortavam cópias dos negativos e colavam as cenas na sequência que queriam para compor o filme.

Em 1924, foi vendida a primeira Moviola. Era uma máquina que permitia que o editor pudesse ver as imagens em movimento enquanto trabalhava. A Moviola, assim como outras máquinas que foram surgindo nas décadas seguintes, agilizaram e muito o processo de edição. E até meados da década de 1990, foram elas que reinaram no mundo dos vídeos.

Editor de vídeo - Moviola
Durante décadas, a Moviola foi uma das principais tecnologias utilizadas para edição de vídeo. (Créditos: Brad Mays – CC BY-SA 3.0)

Com o lançamento dos softwares da Avid e, posteriormente, do Adobe Premiere e Final Cut, a edição digital, também conhecida como edição não linear, foi tomando conta do mercado. O primeiro Oscar para um filme editado totalmente via software foi concedido em 1996 para Walter Murch, por “O paciente inglês”.

Os softwares trouxeram rapidez, praticidade, segurança e muito mais recursos para a edição de vídeo. E hoje eles não estão mais concentrados nas mãos de editores profissionais. Qualquer pessoa pode fazer ajustes básicos em seu vídeo utilizando ferramentas simples e gratuitas. Confira, a seguir, opções de programas e aplicativos para todos os tipos de usuários.

Editor de vídeos para profissionais

Quatro softwares dominam o mercado de edição de vídeo profissional: Avid Media Composer, Adobe Premiere Pro, Final Cut Pro e Vegas Pro. São programas completos, que suportam vídeos em alta definição e oferecem os mais diferentes recursos não apenas para edição, mas também para a criação de efeitos e animações.

As interfaces do Final Cut e do Vegas são bem mais intuitivas do que as de seus concorrentes. O Avid é perfeito para grandes projetos e tem integração com ferramentas como o Pro Tools, enquanto o Premiere conversa com todo o pacote Adobe. Entretanto, o Premiere e o Vegas podem apresentar problemas de lentidão e travamento, dependendo do tamanho do projeto e das especificações do seu sistema. Já o Final Cut só funciona em Mac.

Editor de vídeos - Adobe Premiere
Interface do Adobe Premiere Pro (Créditos: Blog Adobe Creative Cloud)

Os quatro programas são pagos, sendo que o Avid e o Premiere oferecem assinaturas, e o Final Cut e o Vegas cobram um preço único. Mas será que tem uma opção profissional gratuita e de qualidade? Sim, existe!

O DaVinci Resolve se tornou o queridinho de muitos editores de vídeo. Sua versão gratuita oferece uma grande variedade de ferramentas para edição, pós-produção de áudio, animação e efeitos visuais, com grande destaque para a correção de cores. Já a versão paga permite que múltiplos usuários trabalhem no mesmo projeto simultaneamente, além de recursos adicionais como ferramentas 3D e uma variedade de efeitos.

Justamente por esses softwares serem profissionais, podem parecer bem complexos para quem está iniciando. Por isso, se você quiser utilizar um deles, sugerimos que você invista em cursos ou mergulhe nos diversos tutoriais online.

Editor de vídeos para iniciantes

Se você precisa apenas de recursos básicos de edição, como cortar vídeos, inserir outros arquivos, fazer transições entre cenas, alterar a velocidade da imagem, entre outros, também há boas opções de softwares que quebram um galhão para seu projeto.

Vamos começar pelos mais conhecidos: os gratuitos Windows Movie Maker, para usuários de Windows, e iMovie, para os fãs de Mac. Ambos tem uma interface simples e intuitiva, que facilita o uso por quem não tem muita familiaridade com ferramentas de edição. Mesmo com a limitação de formatos para importação e exportação, são programas que permitem uma edição descomplicada, com poucos cliques.

Além destes, há uma boa variedade de opções para quem busca um editor de vídeos prático. O WeVideo, o Filmora Wondershare e o Camtasia são boas opções pagas. Eles oferecem mais ferramentas que o Movie Maker e o iMovie, mas são mais fáceis de usar que softwares profissionais. O WeVideo é totalmente online, não é preciso fazer download do software. Já o Filmora e o Camtasia possuem versões gratuitas de teste para quem quiser conhecer antes de adquirir.

Editor de vídeos - WeVideo
Interface do WeVideo. (Créditos: WeVideo)

Entre as opções gratuitas para iniciantes, ainda destacamos o Lightworks, o Avidemux e o Wax. O Lightworks é o mais completo. Para utilizá-lo gratuitamente, basta baixar o teste de 7 dias e cadastrar-se para estendê-lo. O Avidemux é perfeito para quem quer realizar edições simples. E o Wax tem a vantagem de funcionar também como plugin de softwares como Premiere e Vegas.

É importante lembrar que estes não são editores de vídeos profissionais. Portanto, se você tiver um grande projeto, a chance destes programas travarem é grande. Avalie bem os recursos que irá precisar e o tamanho do seu arquivo antes de optar por estes softwares.

Editor de vídeos mobile

Caso o seu intuito seja editar vídeos diretamente do seu smartphone ou tablet, também há muitos aplicativos com esta função. São editores com interface simples, bastante adequada para telas menores, com o uso dos dedos ao invés do mouse.

O Adobe Premiere Clip, o FilmoraGo e o iMovie são as versões gratuitas para smartphones dos softwares que mencionamos anteriormente. Para quem tem Windows Phone, o Movie Maker também tem seu próprio app – entretanto, é pago.

Outras boas opções são Cute Cut, VideoShow, VivaVideo, Magisto e Video Maker. Uma bela vantagem destes apps é que, por serem gratuitos, você pode baixar e experimentar quantos quiser para escolher seu favorito.

Editor de vídeos - Cute Cut
Interface do Cute Cut (Créditos: Cute Cut – Google Play)

Antes de escolher seu editor de vídeos…

Aqui mencionamos apenas alguns exemplos de uma enorme variedade de softwares de edição de vídeo. Cada pessoa tem suas preferências, seja pelo objetivo da edição, pela interface, pelas ferramentas oferecidas, entre outros motivos. Não há um consenso sobre qual é a melhor opção. No final, é você quem decide o programa que mais atende às suas necessidades.

Mas não vai sair por aí comprando softwares sem antes verificar uma coisa essencial. Quais são as especificações do software? Ele é compatível com o seu computador ou smartphone? Entenda tudo o que o programa vai exigir do seu dispositivo para evitar problemas com lentidão e travamento. Ou até mesmo correr o risco do editor nem funcionar.

Confira também:

Escrito por Netshow.me

Este artigo foi produzido pela equipe de especialistas da Netshow.me. Oferecemos serviços para gerenciamento, distribuição e monetização de vídeos e conteúdos online. Produzimos conteúdos com o objetivo de fazer com que você também se torne um especialista.