Novidades Netshow.me

Efeito Covid-19: Netshow.me oferece software grátis para eventos online

Em meio às medidas de combate à pandemia de Covid-19, Netshow.me oferecerá seu software grátis para viabilizar a transmissão de eventos online.

Escrito por Gabriele Gonçalo em 02 abr 2020 | Atualizado em 11 ago 2021

4 minutos de leitura

Netshow.me

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

As medidas de combate à pandemia de Covid-19 estão fazendo as empresas repensarem suas operações. Após o surto, muitas estão se vendo obrigadas a repensarem suas operações. Com o intuito de viabilizar a realização de eventos online, a Netshow.me disponibilizará gratuitamente seu software de transmissão ao vivo.

Especializada em serviços para gerenciamento, distribuição e monetização de conteúdos digitais, a Netshow.me concederá o benefício às empresas que entrarem em contato e comprovarem a necessidade do cancelamento de seu evento. Com mais de 3 mil transmissões ao vivo realizadas desde 2013, a empresa decidiu ajudar a conter os prejuízos da quarentena.

Segundo o cofundador Daniel Arcoverde, é necessário contribuir para manter o ecossistema da inovação saudável. “Nos sentimos responsáveis por ajudar na manutenção do fluxo de ideias e conhecimento. A velocidade do progresso é reduzida sem este tipo de evento e, por isso, precisamos fazer a nossa parte”, explica.

Demanda maior para eventos online em meio à Covid-19

Neste contexto, a Netshow.me disponibilizou sua ampla rede de parceiros para suprir a necessidade do mercado. Vale ressaltar: tudo isso seguindo as orientações das autoridades sanitárias, assim garantindo a viabilização de eventos online de forma acessível e segura.

Com as medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus, o consumo de vídeos e conteúdos na internet aumentou drasticamente. “Isso impactou diretamente no nosso negócio. Após o surto começar no Brasil, tivemos um aumento de mais de 400% nas oportunidades de demandas para a viabilização de eventos online”, conta o cofundador Rafael Belmonte.

Consumo de conteúdos digitais cresce na pandemia

Além da transmissão ao vivo de eventos, outra tendência que ganha força são as plataformas de streaming. Em 2017, este mercado movimentou US$ 97,43 bilhões globalmente e, segundo estudo da Allied Market Research, deve atingir investimentos de US$ 332,52 bilhões até 2025 – ou seja, estima-se uma taxa de crescimento anual de 16,7%.

E não se engane: a pandemia não deve abalar estes números. Com as pessoas em casa devido às medidas de quarentena, o Brasil bateu o recorde histórico de volume de dados na internet – segundo dados do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), foram consumidos 10 terabits por segundo. Em meio a este crescimento, muitos serviços de streaming optaram por disponibilizar conteúdos gratuitos aos usuários – iniciativa adotada por alguns clientes da Netshow.me OTT.

Não há limitação de segmentos entre essas plataformas. Dos conteúdos sobre filosofia do Acrópole Play às aulas de negócios e empreendedorismo da AAA Inovação, a Netshow.me oferece este produto aos mais diversos produtores de conteúdo.

Para Arcoverde, esta diversidade permite que o formato de distribuição de conteúdo atinja vários públicos e, consequentemente, ajude no combate à atual crise. “Neste momento, é importante estreitar os laços com o público e auxiliá-los o máximo possível. Por isso, muitos dos clientes da nossa plataforma de vídeos OTT estão disponibilizando conteúdo gratuito e até permitindo acesso grátis“, conclui.

Banner-livecompleto

Escrito por Gabriele Gonçalo