Educação

Comunicação interna nas empresas: objetivos e principais tendências

Descubra o que é tendência em comunicação interna nas empresas.

Escrito por Gabriele Gonçalo em 10 set 2021 | Atualizado em 10 set 2021

10 minutos de leitura

Netshow.me

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

Em qualquer relação que estabelecemos com outras pessoas precisamos nos comunicar para nos entender. A empresa, pessoa jurídica, não é uma pessoa, mas é formada por pessoas e, por isso, também precisa disso. Esse é o propósito da comunicação interna. 

Na relação com os colaboradores, por vezes será preciso repassar informações sobre a missão, valores e visões da empresa, novidades e contratações. Além de outras questões mais específicas como treinamentos, feedbacks ou até mesmo as metas de cada setor. 

Tudo isso faz parte da comunicação interna de uma empresa. Nesta publicação você vai entender quais são os seus objetivos e porque investir neste quesito, além de ver as principais tendências e novidades da área. 

comunicacao-interna-netshowme-transmissaoaovivo-7

O que é comunicação interna e por que ela é importante?

Trata-se de uma área de comunicação com o objetivo de transmitir informações e conhecimentos para seus colaboradores de maneira assertiva. Para isso, o setor de RH precisa de um plano de comunicação interna com ações integradas que permitam a troca entre diferentes setores do ambiente corporativo. 

Com a documentação e centralização das informações em um único ambiente, a comunicação interna traz diversos benefícios para as empresas, como: 

  • Diminui boatos e notícias fantasiosas sobre a empresa e os funcionários; 
  • Facilita a apresentação e adaptação dos novos funcionários; 
  • Aumenta a produtividade interna com os colaboradores mais engajados com a empresa; 
  • Maior positividade para o clima organizacional; 
  • Reforça o vínculo de confiança entre empresa e colaborador; 
  • Aumenta a satisfação dos colaboradores; 

Quais os objetivos da comunicação interna? 

Os objetivos da comunicação interna vão depender das metas que a empresa deseja alcançar e das estratégias traçadas pelo RH. É importante compreender aqui que a comunicação não é somente contar a novidade, mas também de que forma isso será feito. 

Dentre os elementos da comunicação estão também o meio utilizado, o momento e quem fará o anúncio. Crie um suspense, organize um evento para anunciar a novidade, crie expectativa sobre aquele tema. Tudo isso faz diferença quando vamos comunicar alguma coisa. Trabalhando bem o assunto que será abordado é possível aumentar a satisfação dos colaboradores com as novidades da empresa. 

Vantagens de investir na comunicação interna 

Há uma diferença grande entre apenas enviar um e-mail informando novidades e mudanças da empresa aos colaboradores, e de fato investir na comunicação interna. O investimento pode ser em diferentes formatos, plataformas, recursos e ações específicas.

Mas, porque é vantajoso apostar em ir além na comunicação interna da sua empresa? Veja as principais. 

Desenvolvimento dos relacionamentos interpessoais

Investir na comunicação é também apostar na integração entre setores e pessoas. Com um fluxo de informações centralizado, que une diferentes partes da empresa, os departamentos podem ter um relacionamento mais próximo, entendendo o que acontece em cada um deles. 

Por exemplo, as reuniões de kickoff, usadas no início de projetos, podem servir tanto como ferramenta de comunicação e alinhamento, quanto de integração. Assim, há uma melhora no clima organizacional e o trabalho passa a ocorrer com mais sintonia e colaboração. 

Redução na rotatividade de profissionais

A motivação e reconhecimento no ambiente de trabalho são fortes indicadores de que sua equipe está satisfeita e se sente valorizada. Assim, planejar ações que contemplem o bem-estar dos funcionários é um dos grandes benefícios da comunicação interna. 

Por meio de uma ferramenta com esse propósito é possível acompanhar e entender o comportamento da sua audiência e prever cenários para criar um plano de comunicação estratégico. 

Aumento da produtividade

Conforme mencionamos, investir no bem-estar de sua equipe é importante porque permite o aumento da produtividade. Para isso, é necessário manter os profissionais engajados com a empresa e estimulados a contribuir. 

A elaboração de um processo de onboarding e o fácil acesso ao código de cultura são formas de proporcionar aos colaboradores um maior entendimento do seu papel dentro da empresa e como cada um é importante para atingir os resultados esperados. 

Resposta rápida para crises

Transparência é a palavra-chave para uma empresa próspera. Uma ferramenta de comunicação interna é uma ótima alternativa para manter o canal aberto para o diálogo com sua equipe. Isso pode ser feito através de uma TV corporativa, por exemplo. 

Por meio dela também fica mais fácil mostrar a situação da empresa em tempo real, fazendo com que o engajamento dos profissionais possa ser a solução para uma crise. Afinal, alguém pode trazer uma proposta de melhoria e feedbacks.

Qual a diferença entre comunicação interna e endomarketing?

Muita gente confunde comunicação interna e endomarketing. No entanto, tratam-se de conceitos diferentes. Conforme mencionamos, a comunicação interna tem o objetivo de transmitir informações específicas da empresa, como treinamentos e novidades. 

Já no caso do endomarketing, as ações desenvolvidas têm como objetivo estabelecer um relacionamento com o colaborador, estimulando a integração entre departamentos. Ele atua aproximando os funcionários da empresa e contribui com a satisfação dos funcionários e a redução do absenteísmo. 

Tendências da comunicação interna para a sua empresa

Atualmente, percebe-se que a comunicação interna nas empresas está mudando. Como já dissemos, a forma que a comunicação é entregue também é muito importante.. O mundo está cada vez mais digital e as novas formas de se comunicar estão afetando as pessoas  dentro das empresas. 

Nesse caminho, as novidades do mundo da comunicação e entrega de conteúdo já chegaram até a comunicação interna. Aqui, vale destacar o vídeo como um formato que engaja e informa os colaboradores de maneira mais dinâmica em uma ferramenta de comunicação interna. Segundo estudo da Frost & Sullivan, plataformas de vídeos privados são uma excelente alternativa para comunicação interna e estão sendo adotadas por cada vez mais empresas. 

Para acompanhar as mudanças mencionadas, separamos as principais tendências em comunicação interna nas empresas: 

Mensagens personalizadas

Ao realizar a comunicação de sua empresa para seus consumidores, você precisa segmentar a mensagem para ela atender às necessidades do seu público, correto? 

A mesma estratégia tem que ser feita na comunicação interna e na estratégia de endomarketing. Quanto mais personalizada a sua mensagem for, de acordo com a área de atuação de seu funcionário, mais fácil será para absorvê-la e aplicá-la em seu dia a dia. 

Por exemplo, digamos que um funcionário irá receber um aumento. Nesse caso, o RH pode enviar um e-mail específico, elaborado em conjunto com a chefia do colaborador, elencando os pontos que levaram a esse resultado positivo. Essa ação relativamente simples dará um destaque ainda maior para essa conquista – o que prolonga o sentimento de satisfação no emprego e com a empresa. 

Gamificação Corporativa

A comunicação gamificada é apontada como uma das grandes tendências em comunicação interna. Ao utilizarem características de jogos, as soluções gamificadas podem ser usadas para motivar pessoas em busca de um resultado específico. 

As formas mais comuns aplicadas nas empresas são por cartelas de pontos, medalhas, troféus e outras dinâmicas que envolvem ranqueamento. As principais vantagens da gamificação para a comunicação interna das empresas são o estímulo da competitividade saudável, sentimento de conquista, maior interação entre os colaboradores, democratização da ferramenta, fácil absorção das informações e mensuração de desempenho.

Análise de métricas e relatórios 

Além de entregar a informação, é preciso medir se ela está sendo recebida. Portanto, tanto para entender se a mensagem está chegando, quanto para justificar o investimento em comunicação interna nas empresas, é essencial que você mensure os resultados. Esta prática não apenas servirá para expor os números e ganhar pontos positivos com a diretoria, como também para aprimorar suas ações e testar a aderência de novos canais.  

Desta forma, utilizar KPIs (Key Performance Indicators) precisos é crucial na hora de criar um plano estratégico de comunicação interna. Afinal, eles ajudarão a mensurar se os objetivos de sua ação estão sendo atingidos.

Plataformas e ferramentas adequadas e atualizadas

As ferramentas digitais estão cada vez mais presentes na comunicação interna das empresas. Jornais e cartazes que antes eram impressos, agora são substituídos por conteúdo online. Estruture sua comunicação com base nas inovações digitais. 

Dê preferência para plataformas que sejam capazes de organizar diferentes formatos em um mesmo local. Assim, você facilita a comunicação e o repasse de informações. Outro ponto importante é optar por ferramentas que entreguem resultados de audiência e dados importantes para a mensuração dos resultados. 

Comunicação interna disponibilizada online

Segundo levantamento promovido pelo IBGE, mais de 3,8 milhões de brasileiros já trabalham remotamente em 2018. Já um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostrou que o número de empresas que pretendem adotar o teletrabalho no pós-pandemia deve crescer 30%.

Esses dados mostram que grande parte dos profissionais acredita no home office como uma dinâmica de trabalho válida. Muitas empresas já consideram o trabalho remoto como uma alternativa para reduzir custos e aumentar a produtividade e a comodidade para seus colaboradores. 

Por isso, é importante apostar em uma comunicação interna que já seja capaz de atender a todos os colaboradores igualmente. Entregar vídeos, e-books, e-mails informativos ou áudios em formato podcast são opções interessantes que contribuem com esse processo. 

Vídeos para comunicação interna

Segundo estudo da Cisco, os vídeos representarão 82% do tráfego da internet até o final de 2021. E quando falamos do mercado corporativo, este formato também é muito utilizado. Não à toa, uma pesquisa realizada pela Wainhouse Research apontou que 81% das empresas afirmaram já utilizá-lo em sua estratégia de comunicação interna. 

Com o vídeo corporativo em alta, cada vez mais empresas estão substituindo os antigos e-mails com comunicados cheios de textos por mensagens mais rápidas em vídeo – por exemplo, a Crocs.

Além disso, as transmissões ao vivo na comunicação interna são um dos formatos que ganham cada vez mais espaço. Seja para anunciar novidades e lançamentos ou realizar eventos da “Palavra do Presidente”.

Plataforma de vídeos para comunicação interna

Para utilizar conteúdos na comunicação interna, uma plataforma de vídeos é uma excelente alternativa para sua estratégia. Além de entregar um conteúdo profissional e com a segurança necessária, elas permitem que o conteúdo e as informações ali expostas sejam mantidas em sigilo – ao contrário de ferramentas abertas como o YouTube, que não permitem o sigilo de informações.

Desta forma, uma plataforma OTT é a opção mais atrativa para a comunicação interna da sua empresa. Esse formato permite entregar materiais em vídeo com a melhor qualidade possível, por um preço bastante acessível graças aos avanços tecnológicos recentes. 

A Netshow.me OTT, por exemplo, permite o uso de diversos formatos de conteúdos como vídeos, e-books, podcasts e até transmissões ao vivo em uma mesma plataforma – além de ter suporte a fóruns de discussão para engajar os colaboradores.

Além disso, a plataforma facilita a gestão e análise das informações com relatórios sobre o comportamento de sua audiência. Isso permite calibrar sua estratégia de comunicação interna com base em informações concretas.

Quer saber como a Netshow.me pode te auxiliar a colocar em prática as tendências de comunicação interna? Fale com um de nossos especialistas e saiba como!

Este post foi publicado originalmente no dia 5 de julho de 2017 e atualizado no dia 15 de janeiro de 2021 e em 10 de setembro de 2021.

Escrito por Gabriele Gonçalo