Educação

Como emitir certificado de curso – e por que isso é importante

O certificado de cursos online é comprovante útil para profissionais e estudantes. Entenda a importância de emiti-lo e como fazer isso.

Escrito por Gabriele Gonçalo em 28 jan 2022 | Atualizado em 28 jan 2022

12 minutos de leitura

Freepik

Compartilhar no FacebookCompartilhar no FacebookCompartilhar no Twitter

Quando alguém busca se especializar em uma área ou aprender novas habilidades, os cursos livres são uma ótima opção. Mais rápidos e econômicos que os presenciais, esta modalidade de ensino à distância (EAD) tem crescido no mercado. Com todas essas vantagens, será que o aluno consegue emitir o certificado de curso ao concluir as aulas? 

Para quem está realizando um curso livre investindo na própria carreira, é muito importante receber um certificado que valida o conhecimento adquirido. Além disso, comprovar as qualificações para o mercado, incrementar o currículo e registrar horas na faculdade também fazem parte dos desejos dos alunos que concluem os cursos online.

Entenda o que é o certificado de curso, quem pode emiti-lo e como fazer isso. 

O que é um certificado de curso?

Toda instituição ou produtor de conteúdo que tenha interesse em criar um curso livre pode emitir um certificado. O certificado de curso é considerado um documento que atesta a participação de alunos em cursos livres, eventos, palestras, workshops, congressos, atividades complementares dos cursos de graduação, e outras atividades. 

Nesses casos, a instituição não precisa ser reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) para emitir o documento. O diploma é um documento oficial e formal, que deve ser reconhecido pelo MEC. Somente instituições de ensino superior atestadas pelo órgão podem emitir este documento, assim como os cursos oferecidos por elas.

Após finalizar os cursos de graduação ou pós-graduação, os alunos recebem o diploma, e a partir daí, podem exercer a profissão em todo o território nacional. Com um diploma em mãos, o formando pode buscar por melhores condições de salário, em virtude de o documento ser reconhecido no mercado de trabalho. Porém, é muito importante que este diploma seja reconhecido pelo MEC.

Os cursos livres não precisam ser validados pelo Ministério da Educação para existirem porque o certificado é considerado menos formal que o diploma,  não precisando ser atestado pelo órgão. Contudo, isso não quer dizer que eles não tenham valor.

Os certificados são documentos importantes para quem realiza ou oferece cursos livres justamente porque atestam a presença do aluno e podem ser usados para comprovar a qualificação profissional para o mercado de trabalho. 

📚 Veja também: Legislação dos cursos livres: quais as leis para criar cursos online 

Qual a importância do certificado de curso?

Dedicação aos estudos, foco, disciplina, investimento de tempo e dinheiro. Só quem já se propôs a fazer um curso livre pode dizer o quanto de esforço empregou para concluí-lo. O objetivo de tudo isso? Se especializar na área escolhida e se qualificar para o mercado de trabalho. 

No decorrer de um curso online, os alunos podem aprofundar o conhecimento das aulas do segmento escolhido de muitas formas: vídeos, transmissões ao vivo, podcasts, e-books e fóruns de discussão. Essas são algumas das possibilidades de formatos que podem ser disponibilizados nas plataformas de cursos online.

O tipo de conteúdo oferecido será fundamental para a qualidade do material disponibilizado. Além disso, o esforço e o mérito em concluir um curso livre são pessoais e intransferíveis. Por isso, no final da formação, independentemente da especialização concluída, todos os alunos querem receber o certificado como forma de comprovar que cumpriram aquelas tarefas. 

A emissão do certificado de curso online representa a consolidação de mais uma conquista profissional para o aluno. Por isso, é tão importante valorizá-la.

Outros motivos para emitir os certificados de cursos são: 

  • Conquista pessoal: receber o certificado de conclusão de um curso livre pode significar uma conquista bastante pessoal. Afinal, pode ser algo muito marcante ter a condição financeira ou a disponibilidade para realizar aquele curso. Nesse caso, o certificado valida a realização de um sonho para aquela pessoa ou a possibilidade de aumentar a sua qualificação profissional;
  • Exigências do mercado: algumas empresas podem pedir a comprovação de conclusão do curso que o candidato diz ser qualificado no currículo. A entrega do certificado é uma segurança para os dois lados. Além disso, os concursos públicos exigem a apresentação dos certificados para a posse dos cargos;
  • Comprovante de horas complementares: os alunos de faculdade precisam realizar atividades complementares à grade curricular para complementar o ensino. Os certificados dos cursos são usados como validação para as horas complementares serem computadas. Veja alguns exemplos de atividades complementares: cursos livres, palestras, congressos, workshops, eventos acadêmicos e assistir à tese de doutorado.

🎯 Saiba mais sobre cursos online: Cursos online mais procurados: as opções que geram maior interesse 

Como emitir certificado de curso?

A emissão de certificados de cursos livres é uma tarefa bastante simples e não possui uma única forma de ser feita. Cada empresa pode adaptar e desenvolver o método que ficar mais fácil para a sua operação. 

Confira como emitir certificados de curso para cursos livres: 

1. Determine quem receberá o certificado

Considerados ideais para reciclar aprendizados da profissão e melhorar a capacitação de uma pessoa, os cursos livres não precisam ser reconhecidos ou aprovados pelo Ministério da Educação. Uma vez que esses cursos não necessitam seguir nenhuma regulamentação do MEC, os certificados podem ser emitidos de forma mais simples, apenas como uma maneira de comprovar a participação do aluno no curso. 

Contudo, caberá ao organizador determinar quem vai receber o certificado e essa característica pode ser decisiva para dar seriedade ao seu material. Um curso que entrega certificados a todos, mesmo sem mencionar carga horária ou presença, pode não ser levado a sério. 

Por isso, antes de distribuir certificados a todos os inscritos, considere exigir um mínimo de presença dos participantes. Dessa forma, o seu curso livre será visto como um material profissional. 

💲 Veja ainda: Precificação de cursos online: como calcular o preço dos seus conteúdos 

2. Escolha a forma de emissão

A emissão dos certificados pode ser digital ou física. No certificado físico, a instituição do curso deve emitir, assinar e enviá-lo para o endereço do aluno. Esta alternativa é mais trabalhosa, demanda mais tempo, custa mais e ainda existe o risco de acontecer algum erro, como: extravios, envio para locais errados e até mudança de endereço do aluno.

Já o certificado digital é mais barato e a possibilidade de ocorrer erros é quase zero. Neste caso, a instituição pode enviar o certificado em PDF para o e-mail do aluno ou disponibilizá-lo na própria plataforma do curso. 

3. Conheça os alunos do curso

Como forma de organização, agilidade e controle da emissão dos certificados dos cursos online, é importante ter uma lista com o nome de todos os alunos e verificar a porcentagem de presença nas aulas. Além disso, é possível também fazer uma avaliação final, para verificar a aprendizagem dos envolvidos. 

Esta é uma forma de as instituições apresentarem aos participantes um panorama de planejamento, desenvolvimento e de conclusões dos cursos. Este último é fundamental para o envio ou disponibilização dos certificados que devem ser emitidos.

4. Modelos de certificados prontos

Lembra que mais acima citamos que as plataformas de conteúdo não costumam emitir certificados automaticamente? Não se preocupe! Existe uma saída para atender a necessidade de alunos que querem finalizar um curso livre com o certificado em mãos.

Os modelos de certificados já prontos podem ser encontrados em algumas plataformas, pagas e gratuitas, na internet. Com essas ferramentas, basta inserir as informações do aluno, do curso e da instituição e emitir o certificado.

Veja alguns exemplos de plataformas gratuitas que podem ajudar os alunos a emitirem os certificados:

Apesar de os certificados variarem de acordo com a área de atuação do curso e a instituição, existem informações fundamentais que não podem faltar nos certificados. Confira:

  • Nome da instituição;
  • Nome do curso;
  • Nome do aluno;
  • Carga horária;
  • Assinatura da instituição;
  • Local e data;
  • Logo da instituição.

Para entender melhor sobre cursos livres, emissão de certificados e organização dessa modalidade de ensino, acesse nosso artigo sobre o tema: Legislação dos cursos livres: quais as leis para criar cursos online 

New call-to-action

Escrito por Gabriele Gonçalo