Tendências de Mercado

Câmara ao vivo: saiba como transmitir sessões plenárias online

Índice deste artigo:1 Entenda por que tantos municípios estão transmitindo sessões da Câmara ao vivo pela internet e saiba como aderir a esta iniciativa.1.1 Câmara ao vivo: por que investir em live streaming1.1.1 E o que essas leis têm a ver com a transmissão ao vivo?1.1.1.1 Lei da Transparência – Art. 1º1.1.1.2 Lei de Acesso … Continuar lendo Câmara ao vivo: saiba como transmitir sessões plenárias online

Escrito por Netshow.me em 31 jul 2018 | Atualizado em 09 ago 2021

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Entenda por que tantos municípios estão transmitindo sessões da Câmara ao vivo pela internet e saiba como aderir a esta iniciativa.

São Paulo (SP), Barro Alto (GO), Teixeira de Freitas (BA), Bento Gonçalves (RS)… Esses e muitos outros municípios de todos os portes passaram a transmitir sessões da Câmara ao vivo pela internet.

Cada vez mais câmaras municipais estão aderindo a esta iniciativa para ampliar o acesso das sessões a toda a população. É também uma ação que ajuda os governos municipais a cumprirem as exigências da Lei da Transparência (Lei Complementar nº 131/2009) e da Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011).

A seguir, saiba mais sobre a importância de transmitir sessões da Câmara ao vivo pela internet, como o seu município pode realizar essas transmissões e sugestões de outros conteúdos em vídeo que aproximam os governos municipais dos cidadãos.

Câmara ao vivo: por que investir em live streaming

Ter acesso às informações de atuação do governo, seja federal, estadual ou municipal, é um direito de qualquer cidadão. Uma gestão transparente, que permite e incentiva a participação popular, só fortalece a democracia.

Essas premissas foram reforçadas na última década com a aprovação de duas leis: a Lei da Transparência e a Lei de Acesso à Informação.

A primeira estabelece que todo governo deve disponibilizar em tempo real informações sobre a execução orçamentária e financeira do município, estado, Distrito Federal ou país. Isso envolve informações sobre receitas, despesas, fornecedores, programas, ações e projetos.

Já a segunda lei determina que União, estados, Distrito Federal e municípios forneçam informações públicas a qualquer cidadão que fizer essa solicitação, sem que ele precise apresentar um motivo para isso.

E o que essas leis têm a ver com a transmissão ao vivo?

Um dos princípios de ambas as leis é que os governos têm o dever de incentivar a participação popular e oferecer meios de acesso à informação de forma proativa e transparente. Veja só um trecho de cada lei que demonstra esse princípio.

Lei da Transparência – Art. 1º

“A transparência será assegurada também mediante:

I – incentivo à participação popular e realização de audiências públicas, durante os processos de elaboração e discussão dos planos, lei de diretrizes orçamentárias e orçamentos;

II – liberação ao pleno conhecimento e acompanhamento da sociedade, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso público;”

Lei de Acesso à Informação – Capítulo II – Art. 6º

“Cabe aos órgãos e entidades do poder público, observadas as normas e procedimentos específicos aplicáveis, assegurar a:

I – gestão transparente da informação, propiciando amplo acesso a ela e sua divulgação;”

Câmara ao vivo - municipal
Créditos da imagem: Henrique Boney

A transmissão ao vivo online das sessões plenárias ajuda no cumprimento dessas leis. A TV Câmara, TV Senado e outras emissoras dedicadas à cobertura política nacional e regional são um meio importante nessa missão. Mas essa cobertura não pode ficar restrita ao meio televisivo.

Transmitir as sessões da Câmara ao vivo pela internet dá uma abertura ainda mais ampla para que todos os cidadãos possam acompanhar, se informar e fazer parte deste momento. Seja pelo computador, celular ou tablet, de onde estiverem.

O ambiente online também permite que as pessoas que não conseguiram acompanhar a sessão ao vivo vejam a gravação posteriormente. Se a transparência e a participação popular fortalecem a democracia, o acesso à informação é o que alimenta esse processo.

Como transmitir sessões da Câmara ao vivo pela internet?

Em primeiro lugar, é necessária uma equipe especializada para fazer a produção da live. Ela pode ser interna ou terceirizada, como de empresas que realizam transmissões ao vivo profissionais – o Netshow.me é um exemplo.

Este fator é imprescindível porque uma live feita com uma webcam ou câmera de smartphone tem uma qualidade bem inferior a uma transmissão ao vivo profissional. E se o objetivo é levar informação aos cidadãos, o áudio e a imagem precisam estar claros e nítidos, para a compreensão de todos.

Além disso, equipamentos amadores dificultam uma produção acessível, com legenda e tradução em Libras. Por isso, caso a opção seja por uma equipe interna, certifique-se de que os equipamentos a serem utilizados são adequados para uma transmissão ao vivo.

Outra questão importante é que o local tenha um bom sinal de internet, já que a live depende disso. O ideal é ter um link de internet dedicado para a transmissão ao vivo, para garantir que não haverá outros usuários sobrecarregando a rede e prejudicando a live. O link pode ser próprio ou externo (o Netshow.me também fornece este serviço).

Com a produção e o link de internet resolvidos, é preciso definir onde a transmissão ao vivo será disponibilizada. Há duas opções possíveis.

Redes sociais

Esta é a opção mais conhecida por ser gratuita. O YouTube e o Facebook permitem que você faça uma live profissional na rede, conectando encoders e utilizando equipamentos adequados.  Você pode transmitir diretamente na rede social escolhida ou incorporar o player no site desejado.

Além da gratuidade, um grande benefício das redes sociais é estar em contato direto com os seguidores do seu perfil. Sua live é divulgada no feed de seus seguidores ou por meio de alertas e você pode receber e responder comentários ao vivo. YouTube e Facebook também têm uma boa responsividade, funcionando bem em qualquer dispositivo.

Entretanto, você fica limitado às restrições impostas pelas duas redes. Não dá para definir configurações personalizadas ou fazer o download do vídeo, por exemplo. Se você está transmitindo diretamente do Facebook, as pessoas só poderão assistir se tiverem uma conta na rede, o que restringe o acesso.

Para ter recursos mais avançados, é recomendado buscar uma outra solução.

Plataformas profissionais

Realizar a live por meio de uma plataforma de transmissão ao vivo profissional, como o Netshow.me Live, é um investimento que pode compensar pelos recursos oferecidos.

Para começar, o layout da tela de transmissão pode ser personalizado, ao contrário das telas do YouTube e Facebook. E caso a intenção seja que a audiência da live se concentre no site da Câmara, é possível incorporar não só o player, como a tela de transmissão inteira, incluindo banners com hiperlinks. Tudo de forma white label, sem que apareça a marca Netshow.me.

Os vídeos das transmissões podem ser disponibilizados posteriormente no site da Câmara sem sobrecarregá-lo. É que os vídeos ficam hospedados na plataforma Netshow.me e são somente incorporados ao site. Mas se você quiser subir os vídeos diretamente no site também é possível, já que eles podem ser baixados.

O player é responsivo e tem um bom funcionamento em computadores, smartphones e tablets. Como o Netshow.me é uma empresa 100% brasileira, você conta com suporte dedicado em português para sua live.

Há ainda a possibilidade de permitir a participação dos cidadãos por meio do chat. Inclusive, dá para baixar um relatório com todos os comentários do chat após a live. Essa é uma ferramenta bem interessante para escutar as demandas, sugestões e dúvidas da população.

Outro recurso importante é o relatório de audiência. Com ele, você tem uma visão completa da audiência de cada transmissão. Dá para conferir dados como total de espectadores, tempo médio de visualização, número de comentários no chat, total de cliques nos banners, entre outros.

Câmara ao vivo - câmera

Além das sessões da Câmara ao vivo

Transmitir sessões da Câmara ao vivo pela internet já é um grande passo rumo à transparência. Mas o vídeo online proporciona outras iniciativas para aproximar ainda mais os cidadãos da vida política.

Uma sugestão é criar um canal de vídeos dentro do site da Câmara com conteúdos informativos. Grave vídeos tirando dúvidas frequentes, mostrando os bastidores da Câmara ou até mesmo explicando como funciona o trabalho dos vereadores.

Esse tipo de conteúdo ajuda os cidadãos a entenderem melhor como funcionam as tomadas de decisão em seu município. Isso gera mais consciência política e, por consequência, mais participação entre a população.

Lembrando que é preciso tomar cuidado para que a linguagem dos vídeos seja de fácil compreensão para todos. Não adianta falar “politiquês” se a maioria das pessoas não entende termos mais específicos dessa área.

O Netshow.me também tem uma solução para quem precisa hospedar seus vídeos de forma segura. O Netshow.me Vídeos oferece relatórios completos de visualização, incorporação white label em outros sites e a possibilidade de organizar os vídeos em diferentes diretórios.

Precisa de soluções profissionais para vídeos online e transmissões ao vivo? Fale com um de nossos especialistas para saber como podemos ajudá-lo.

Confira também:

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Escrito por Netshow.me

Este artigo foi produzido pela equipe de especialistas da Netshow.me. Oferecemos serviços para gerenciamento, distribuição e monetização de vídeos e conteúdos online. Produzimos conteúdos com o objetivo de fazer com que você também se torne um especialista.